Positivo do seu jeito

Tendências

CES 2020: 5 principais tendências em tecnologia e inovação

2 de Fevereiro de 2020

por: MKT Positivo

Entre os dias 7 e 10 de janeiro a cidade de Las Vegas, nos Estados Unidos, foi palco de mais uma edição da CES, a maior feira de tecnologia do mundo. As tendências da CES 2020 devem dar a tônica do que veremos nos próximos dois anos em termos de novidades tecnológicas.

Na edição deste ano, mais de 4,4 mil exibidores demonstraram seus projetos, um total de mais de 20 mil produtos prestes a chegar ao mercado. Porém, quais foram os temas de maior destaque na edição deste ano? Preparamos um resumo para que você possa conhecer quais são as tendências que vão bombar no mercado tecnológico nos próximos meses.

1. Smartphones e computadores dobráveis

O que parecia ficção científica, finalmente se tornou realidade. Os smartphones e computadores com telas dobráveis já estão entre nós. Ao menos por enquanto, eles estão restritos às fabricantes asiáticas, mas ao que tudo indica muito em breve estarão disponíveis em todo o mundo.

Essa é uma tecnologia ainda em fase inicial de testes e, portanto, os primeiros modelos estão longe da perfeição que os consumidores esperam. Contudo, a ideia é que os desenvolvedores possam agora encontrar melhores usos para as telas dobráveis. Celulares que ocupam menos espaço no bolso e smartphones capazes de virar tablets são algumas das possibilidades.

2. Sensores de saúde estão em alta

Os relógios inteligentes e as pulseiras fitness seguem em alta no mercado. Os sensores utilizados por esses dispositivos evoluíram e o resultado disso é um grau maior de precisão mesmo nos aparelhos mais simples. Com o aumento da confiabilidade, a indústria se vê otimista para ampliar as possibilidades que eles oferecem.

Entre as novas possibilidades de medidas estão eletrocardiogramas, oxímetros de pulso (para medir a quantidade de oxigênio no sangue) e medidores de sono capazes de detectar até mesmo apneia. Outra possibilidade é de mensurar a quantidade de calorias absorvida pelo corpo ou os níveis de estresse. Todos esses dados coletados vão parar no seu smartphone e podem servir com uma ótima ferramenta de diagnóstico para o seu médico.

3. Carros autoguiados cada vez mais próximos

Os carros sem motorista são uma questão de tempo. Eles já existem e funcionam, mas nem todas as cidades estão adaptadas para recebê-los. No Japão e nos Estados Unidos, algumas regiões estão sendo mapeadas e adaptadas para que esses veículos possam circular livremente. Além disso, as empresas de tecnologia aguardam mudanças na legislação para que esses carros possam operar.

O fato é que com a chegada do 5G a esses países em 2020, os veículos terão tecnologia suficiente para rodar pelas principais vias das grandes cidades sem que o motorista precise fazer nada. Além disso, as montadoras apostam em veículos elétricos, menos poluentes e mais econômicos, visando atender às demandas globais de sustentabilidade.

4. Carnes à base de vegetais

Os alimentos sintéticos também estão na pauta das empresas de tecnologia. Muitas companhias têm buscado desenvolver fórmulas que permitam substituir a carne de origem animal por versões tão saborosas quanto, mas desenvolvidas à base de vegetais – ou até mesmo criadas completamente em laboratório.

Uma das atrações da CES 2020 foram as versões de bacon e salsicha desenvolvidas à base de plantas, por exemplo. Levando-se em consideração que 14,5% das emissões de poluentes vêm da criação de animais, encontrar substitutos para eles pode resultar em um impacto significativo no meio ambiente. O mercado asiático é o principal alvo para entrega desse tipo de alimento.

5. A tecnologia será cada vez mais sutil

A chamada Internet das Coisas caminha para a tendência de que novas tecnologias sejam incorporadas a itens que já usamos diariamente. A ideia não é necessariamente modificar a função deles, mas acrescentar novos recursos. Por exemplo: um espelho do banheiro pode exibir a temperatura no canto ou, quem sabe, mensagens de texto enquanto você escova os dentes.

Tudo pode ser transformado em uma interface sensível ao toque com a qual seja possível interagir. A inclusão de displays e speakers nos mais diversos tipos de objetos, além da integração com smartphones via internet parece ser um caminho sem volta. Tudo dependerá da criatividade dos desenvolvedores para acrescentar funções onde você menos esperar.

CADASTRE-SE PARA FICAR POR
DENTRO DAS NOVIDADES DA POSITIVO.