IMPRENSA - ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Pesquisa da Positivo confirma que no início da pandemia consumidor comprou notebook para estudar

23/02/2021 - Positivo Tecnologia

Dos 300 consumidores ouvidos entre março e junho de 2020, 30% compraram para uso próprio e 12% para os filhos


De março a junho de 2020, 42% dos consumidores de notebooks da marca Positivo compraram o dispositivo para estudar, sendo que 30% compraram para uso próprio e 12% para os filhos. Os dados fazem parte de pesquisa realizada pela Positivo com 300 consumidores de todo o país. Do universo entrevistado, 49% é da classe C, 60% têm até 35 anos, e 36% afirmaram já ter um computador em casa.

"Com a pandemia, o home office e o ensino remoto, muitos consumidores sentiram necessidade de ter seu primeiro notebook ou de atualizar sua máquina, pois o computador ainda é insubstituível para a produção de conteúdo e para jornadas mais longas, como são as de trabalho e de estudo", diz Samuel Rodegheri, diretor de Negócios, Computador e Consumo da Positivo Tecnologia. "Tanto que para 66% dos entrevistados, é possível trabalhar ou estudar em casa e manter a produtividade", completa.

Com base na pesquisa e visando melhorar a experiência de uso de quem está estudando e trabalhando em casa, a Positivo acaba de lançar os notebooks Positivo Motion Q e Positivo Motion C. Os dois possuem recursos para chamadas em vídeo com mais qualidade, alto-falantes estéreos embutidos para áudio mais claro, microfone digital para captação de voz mais nítida e vêm com a nova e exclusiva tecla "Call" para abrir automaticamente videoaulas ou programas de videoconferências. Os novos notebooks também trazem o aplicativo Screen Control para regular a transparência das janelas abertas e trazer mais conforto na hora de ler textos, e a bateria tem autonomia de 7 horas de uso. O preço sugerido do Positivo Motion Q é a partir de R$ 1.899 e do Positivo Motion C é a partir de R$ 2.249.

 

Compartilhar esta notícia: Compartilhar Página Compartilhar Página

CONTATOS PARA IMPRENSA

DRONE Comunicação (ex- Rosa Arrais Comunicação)