Você sabia que o Brasil é o segundo país em produção de lixo eletrônico? Somente em 2016, o país gerou 1,5 milhão de toneladas desse tipo de resíduo. No mesmo período, 44,7 milhões de toneladas foram descartadas no mundo todo — situação que representa a necessidade de utilizar equipamentos sustentáveis.

Os dados são do relatório Global E-waste Monitor 2017 e foram divulgados pela Exame. O mesmo levantamento ainda informa que somente 20% dos resíduos eletrônicos descartados foram reciclados. Essa medida ignora o valor agregado dos componentes, que podem conter vários materiais recuperáveis, como cobre, platina, ouro, paládio e mais.

Além disso, os possíveis benefícios ao meio ambiente e ao mundo corporativo são desconsiderados sob esse ponto de vista, algo que precisa ser revisto. Afinal, conceitos e abordagens diferenciados, como a TI Verde, também conhecida como Green IT, assinalam que a redução dos desperdícios impacta positivamente na performance organizacional e pode até melhorar a eficiência dos processos.

Diante desse cenário, fica claro que vale a pena investir em soluções tecnológicas. Neste artigo, veremos quais motivos justificam essa decisão. Continue acompanhando para conferir!

A relação entre TI e sustentabilidade

O conceito de sustentabilidade é aplicável a todos os modelos de negócios e se tornou um diferencial competitivo. Várias empresas já adotam essas boas práticas no mundo todo. Alguns exemplos brasileiros são: Natura, Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig), Banco do Brasil, Santander Brasil e Engie Brasil Energia.

a líder global é a empresa de software francesa Dassault Systèmes, que tem um índice de sustentabilidade de 86,1%, de acordo com relatório da Corporate Knights. Isso comprova que qualquer empreendimento pode utilizar a tecnologia como um ponto favorável ao meio ambiente.

A questão, no entanto, ainda é a seguinte: como a TI pode promover a sustentabilidade? Essa prática pode ser empregada de diversas maneiras, com o propósito de reduzir custos e desperdícios, assim como de aumentar a eficiência dos processos.

Os resultados são percebidos no longo prazo, especialmente porque a responsabilidade com o meio ambiente se torna uma ferramenta de marketing, o que aumenta a reputação organizacional.

A TI Verde

Nesse contexto, surgem a TI Verde e suas boas práticas. O objetivo dessa abordagem é encontrar maneiras de ter processos eficientes e, ao mesmo tempo, reduzir os desperdícios. Entre as alternativas que podem ser adotadas, estão:

  • reciclagem de fontes e aparelhos elétricos em geral, já que a decomposição desses equipamentos costuma demorar;
  • uso de fontes de energia renováveis;
  • economia de energia por meio de práticas simples, que vão desde a compra de equipamentos que consomem menos energia até a conscientização do uso dos recursos elétricos;
  • virtualização de servidores para evitar o desperdício de energia elétrica devido à geração de calor proporcionada por esse equipamento quando presente na estrutura interna.

Todas essas ações devem ser adaptadas para o contexto empresarial. As demandas internas e a dinâmica de funcionamento das operações devem ser analisadas para garantir que haja uma verdadeira mudança cultural.

Dentro desse escopo, é recomendável adotar normas reconhecidas internacionalmente, como a ISO 14001, que permite identificar, gerir e priorizar os riscos ambientais. Desse modo, é possível economizar energia, administrar recursos nas cadeias e nos ciclos produtivos, reciclar equipamentos e adotar outros esforços que se traduzam em melhorias ambientais.

Os motivos para investir em equipamentos sustentáveis

Os aspectos abordados até aqui evidenciam que a adoção das práticas sustentáveis, embora relativamente simples, traz benefícios valiosos. Confira os principais.

Redução dos custos

A TI Verde implica na diminuição de gastos com energia, equipamentos, softwares, insumos e recursos empresariais. Um exemplo é o Google, que usa data centers sustentáveis para o armazenamento de dados.

Porém, outras ações simples impactam diretamente na redução de custos, como menos uso de materiais impressos e de escritório ou a pouca necessidade de espaço físico por conta da digitalização dos servidores.

Otimização de processos

As técnicas de sustentabilidade podem tornar os processos mais ágeis e úteis para o dia a dia. Essa vantagem é decorrente, especialmente, da digitalização dos procedimentos, que também evita a perda de documentos importantes e simplifica o processo de comunicação. Com isso, fica mais simples agilizar a conclusão do projeto e diminuir as possibilidades de erro.

Agregação de valor

A marca é valorizada ao aplicar soluções sustentáveis, já que passa uma imagem positiva para o mercado e os consumidores. Por isso, a TI Verde tem um aspecto estratégico, uma vez que engloba o chamado valor social. Em outras palavras, sua empresa consegue atender à demanda de mercado por produtos sustentáveis, que está cada vez mais em voga. A expectativa é de que essa demanda seja ainda maior no futuro.

As ações de sustentabilidade impactam positivamente na decisão de compra. Tanto que dados divulgados em artigo do Instituto Brasileiro de Defesa da Natureza (IBDN), que menciona várias pesquisas na área, indicam que 52% dos brasileiros admiram ou preferem comprar de empresas que não conduzem testes em animais.

O mesmo texto informa que 46% escolhem organizações com selos de proteção ambiental e outros 44% optam por empreendimentos que buscam a redução do consumo de energia. Em suma, adotar práticas sustentáveis pode fazer com que sua empresa venda mais.

Fortalecimento da inovação

A adoção de equipamentos sustentáveis também fortalece a inovação, porque significa que a organização está em constante busca por novas práticas para aprimorar os seus processos. Com isso, há menor dificuldade de adaptação às mudanças e às tendências do mercado. Da mesma forma, o espírito empreendedor é consolidado.

Melhoria do desempenho organizacional

A redução na emissão de gás carbônico, o incentivo à reciclagem, a economia de espaço físico com servidores, o descarte adequado de equipamentos obsoletos e sua substituição por máquinas mais avançadas interferem na performance da organização.

A cadeia produtiva se torna mais sustentável se sua empresa consegue atender à legislação ambiental, consequentemente alcançado uma vantagem competitiva.

Vale a pena destacar que as práticas adotadas pelo seu negócio devem ser complementados por ações dos fornecedores.

A Positivo, por exemplo, tem um programa de TI Verde, que incentiva as atitudes apresentadas neste artigo e oferece equipamentos sustentáveis para as companhias.

Gostou de saber mais sobre o assunto? Complemente esse conhecimento e leia sobre como tornar sua empresa sustentável com Green IT.

Escreva um comentário

CADASTRE-SE PARA FICAR POR
DENTRO DAS NOVIDADES DA POSITIVO.

Share This