por-que-meu-power-bank-nao-carrega-direito

Por que meu power bank não carrega direito? Entenda porque a energia fornecida é diferente da prometida

A maioria dos usuários que têm um power bank, independentemente da capacidade nominal ou da marca, sempre fica com a sensação de que parte da energia está se perdendo. “Por que meu power bank não carrega direito”, eles se perguntam.

Contudo, apesar de essa impressão ser real, ou seja, parte da energia está mesmo se perdendo, essa característica é normal para esses acessórios. Para entender o motivo pelo qual isso ocorre é preciso entender um pouco mais sobre como funcionam os power banks.

por-que-meu-power-bank-nao-carrega-direito

®GIPHY

Como funcionam os power banks?

Para entender para onde a energia do seu power bank está indo, é preciso primeiro compreender como funcionam esses acessórios que se tornaram indispensáveis no nosso dia a dia. Vamos tomar como exemplo um power bank com capacidade nominal de 10.000 mAh.

Em teoria, se um celular tem capacidade de bateria de 2.000 mAh, um acessório om 10.000 mAh poderia dar a ele cinco cargas completas. Porém, na prática, não é isso que acontece e há uma explicação técnica para isso.

Um power bank é composto por dois itens principais: uma bateria para armazenar carga e um circuito elétrico para controlar o processo de recarga de aparelhos. Se um power bank tem capacidade nominal de 10.000 mAh, então ele de fato armazena essa quantidade de energia.

As baterias de íons de lítio, como as que estão presentes tanto em power banks quanto em smartphones, têm uma voltagem nominal de cerca de 3,7 volts. Esse é um valor “médio”, pois a voltagem não é constante – ela cai quando a bateria está em uso (descarga) e aumenta quando está sendo preenchida (recarga).

As perdas de energia pelo caminho

A ampla maioria dos smartphones têm como padrão carregadores com voltagem nominal de 5 volts. Esse é o padrão para recargas feitas via USB e é essa voltagem que componentes internos dos smartphones estão preparados para receber. Porém, lembre-se: a voltagem não é constante.

Para que possa ser estabilizada durante o processo de recarga a voltagem é reduzida. Em geral, o valor fica próximo de 4,3 volts. Essa margem evita que eventuais sobrecargas resultem no superaquecimento e até mesmo na explosão das baterias. Em outras palavras, é normal que a bateria não opere em seu potencial máximo, justamente para protegê-la.

Portanto, se a voltagem enviada é de 5 volts e a efetivamente recebida é de 4,3 volts, isso indica que há uma perda de energia no caminho. Essa perda, em geral, gira em torno de 10% da capacidade de carga, podendo ocorrer nas duas pontas – tanto no power bank quanto no smartphone.

A velocidade de recarga é também outro fator que influencia no total perdido. Recargas com corrente de 2 amperes são mais rápidas, mas há mais perdas no processo. Recargas com corrente de 1 ampere são mais lentas, mas perdem menos energia. Há modelos que contam com as duas opções, enquanto outros apresentam apenas uma.

Por fim, é preciso lembrar que existem outros fatores que influenciam na velocidade de recarga e nas perdas de energia no meio do caminho. Altas temperaturas são ruins para as baterias e isso pode fazer com que eles percam carga sozinhos se não estiverem bem armazenados.

Além disso, se não forem utilizados, com o passar do tempo a energia também vai se perdendo. Portanto, guardar um power bank cheio e usá-lo somente um mês depois é uma medida ineficiente, pois ele provavelmente terá perdido boa parte da sua carga nesse intervalo de tempo.

Em resumo: é absolutamente normal que ocorra perda de energia no seu power bank. A capacidade nominal é um indicativo de quanto ele é capaz de armazenar, mas na prática ele não consegue entregar isso para os dispositivos. Portanto, como essa não é uma conta exata, lembre-se sempre de ter uma margem de segurança para não ficar na mão com seus eletrônicos.

VOCÊ TAMBÈM PODE GOSTAR
Celular com o WhatsApp Pay aberto ao lado de uma nota de cinquenta reais e várias moedas.

Pagamentos por WhatsApp: como habilitar recurso do app

Garota surpresa colocando o dedo indicador sobre sua têmpora enquanto lê algo no celular.

Descubra como encontrar a “lixeira” do WhatsApp

Garoto estudando programação.

23 sites com curso de programação gratuito

Logo do Copilot.

Copilot: como funciona a nova IA da Microsoft

Cookies de chocolate sobre uma superfície laranja.

O que são cookies e para que servem?

Mulher usando o celular para ajudá-la a preparar um prato.

7 apps para você aprender a cozinhar

Inscreva-se na nossa

Newsletter


    Ao clicar em “enviar” a Positivo Tecnologia tratará os seus dados de acordo com a Política de Privacidade e Cookies.