Nem só de algoritmos vive o profissional de TI. Embora ele seja frequentemente associado à área de exatas, não se pode negar que sua atuação tem um impacto que extrapola a viabilização das operações de uma empresa — ela atinge a vida das pessoas. Por isso, vamos falar de um aspecto que vai além das questões técnicas: trata-se do senso de propósito.

É realmente incomum um artigo para esse público tratar deste tema, mas hoje você vai entender a importância que esses profissionais exercem dentro das organizações e como eles podem contribuir também com a sociedade onde vivem. Ficou curioso? Acompanhe o post!

Por que os profissionais de TI devem ter um senso de propósito?

Se olharmos lá para o passado e mergulharmos de fato em um conhecimento filosófico mais profundo, vamos encontrar pensadores que levantaram uma importante questão: qual é o propósito da tecnologia?

Para eles, o avanço tecnológico não tinha nada a ver com os computadores e dispositivos que temos hoje. Tratava-se de invenções muito mais simples, como os sistemas de irrigação.

A resposta à qual eles chegaram foi que a tecnologia existe para que o homem domine a natureza e crie um ambiente mais propício ao desenvolvimento e a qualidade de vida de todos. Porém, na História não foi isso que aconteceu. Sempre que um grupo dominava a técnica, usava essa vantagem para subjugar outros povos.

O resultado é esse mundo cheio de desigualdades. Uns têm muito e consomem a maior parte dos recursos do planeta, enquanto outros têm quase nada — inclusive no que diz respeito às oportunidades.

Mas por que não aproveitar esse momento da História, com um avanço tão significativo, para fazer diferente? E quem mais, além dos profissionais de TI, domina tão bem a técnica e a tecnologia a ponto de ter condições para fazer a diferença?

Talvez você acredite que dominar a natureza, como os filósofos achavam, seja um pouco de exagero. Mas não dá para ignorar o fato de que a tecnologia realmente acaba com diversas limitações e pode ser usada para elevar a qualidade de vida das pessoas.

Quer saber como esses profissionais podem trabalhar orientados por um senso de propósito e causar um grande impacto na sociedade? Então continue a leitura e confira o próximo tópico!

Como os profissionais de TI podem agir baseados em um senso de propósito?

Vale começar este tópico ressaltando que não é só o profissional de TI que precisa ter um senso de propósito. A empresa que o emprega também deve desenvolver uma cultura organizacional baseada na contribuição que pode oferecer à sociedade.

Portanto, por trás do serviço puro e simples que uma companhia oferece, precisa haver um propósito que ultrapassa o faturamento. Ele deve ter uma razão para seus colaboradores se orgulharem, que os motiva a levantar e trabalhar todos os dias.

Então, vamos ver como os profissionais do setor de TI — e suas empresas — podem fazer isso?

1. Defina um propósito

O ideal é que toda empresa tenha o seu. Ele deve fazer parte da cultura organizacional e nortear todas as ações, como um compromisso moral.

Uma companhia do setor de alimentação pode ter um propósito relacionado a “nutrir pessoas para construir uma nação forte”, por exemplo. Da mesma forma, cada empresa precisa enxergar um bem maior que seus produtos ou serviços trarão à sociedade.

2. Enxergue as pessoas

Você quer simplesmente vencer seus concorrentes ou ajudar as pessoas? Pois saiba que a segunda opção, além de ser mais nobre, pode levá-lo a alcançar a primeira.

É importante que os profissionais — inclusive os do setor de TI — enxerguem as pessoas que se encontram na outra ponta de suas ações. Como ajudá-las por meio de seu trabalho? Como ele pode contribuir para que elas tenham uma experiência melhor?

Você vai se surpreender em como essas respostas podem ser simples. Pense nos obstáculos que elas encontram para usufruir de um produto ou serviço, como isso afeta sua rotina e como a situação pode ser solucionada. Esse é um ótimo começo.

3. Proponha um brainstorming entre os colaboradores

Ainda assim não conseguiu ideias para aplicar o passo 2? Ou não está satisfeito e acredita que muito mais pode ser feito? Então é hora de ouvir as pessoas.

Aqui nós sugerimos que você ouça seus colaboradores por meio de brainstorming. Porém, é possível fazer a sua clientela também contribuir com suas percepções e sugestões.

Essa ação vai permitir a identificação de oportunidades para desenvolver produtos ou aperfeiçoá-los, trazendo um impacto positivo à vida dos usuários.

4. Amplifique a visão dos colaboradores

Nem sempre o funcionário que aperta um parafuso tem noção da importância de seu trabalho como um todo. O mesmo serve para cada colaborador da empresa, que frequentemente desempenha uma tarefa fragmentada e perde a visão do quadro geral.

Os gestores não devem permitir que isso aconteça. Eles precisam mostrar histórias que revelam o quando seu produto foi importante para os usuários à medida que atendeu suas necessidades e solucionou problemas.

Esse tipo de visão, além de ser importante para o trabalhador, é essencial para produzir engajamento. O funcionário se sente mais motivado a dar seu melhor pela empresa quando entende o impacto de suas pequenas ações de cada dia.

5. Contribua com um projeto social

Embora os profissionais de TI possam executar cada uma das etapas acima, elas na verdade podem fazer parte da rotina de todo colaborador, independentemente da área de atuação.

Porém, nossa dica deste tópico é muito específica para os profissionais de TI. Trata-se de ensinar suas habilidades a grupos de pessoas socialmente desfavorecidas, ajudando-as na capacitação para o mercado de trabalho.

Hoje tudo depende da tecnologia. A maior parte das operações de um negócio é viabilizada pelas máquinas. O domínio dos sistemas está se tornando tão importante quanto saber ler: quem não tiver conhecimento na área, será excluído do acesso a uma série de oportunidades.

Então, por que não fazer dessa “alfabetização digital” um propósito da empresa ou até mesmo sua missão pessoal? Com um trabalho organizado, o ensino de informática pode abrir um mundo de possibilidades para pessoas que, de outra forma, não teriam essa chance.

Existem outras formas de realizar projetos sociais utilizando conhecimentos em TI. É possível adotar uma escola, auxiliar professores a criarem aulas apropriadas para formar o aluno do século XXI, entre tantas ideias.

Uma boa olhada na internet pode ajudá-lo a encontrar a atividade mais compatível com suas competências e disponibilidade, tornando possível uma contribuição relevante para a sociedade.

E aí, o que achou de usar seu conhecimento para cumprir um senso de propósito? Que tal espalhar a ideia e maximizar essa iniciativa? Compartilhe o post com seus amigos nas redes sociais e descubra quem topa começar uma corrente do bem!

Escreva um comentário

CADASTRE-SE PARA FICAR POR
DENTRO DAS NOVIDADES DA POSITIVO.

Share This