Com cada vez mais frequência, vemos negócios digitais surgirem, consolidarem-se e morrerem em questão de anos — ou até meses. Como podemos nos adaptar e projetar o futuro em um mercado tão rápido como esse? No centro dessa questão está o líder de transformação digital.

Para se tornar essa figura você precisa saber por onde começar. Então, vamos discutir neste artigo um pouco mais sobre a importância da tecnologia nas empresas e o que é necessário para um gestor de TI nesse novo cenário.

Tecnologia nas empresas: da estratégia ao suporte

Podemos começar essa conversa com um panorama sobre como a tecnologia vem transformando empresas de dentro para fora e qual será o impacto dessa nova forma de gerir negócios no futuro.

Se você perguntasse para qualquer profissional de TI há vinte anos, ele descreveria seu departamento como um setor de apoio operacional, isto é, a equipe disponível para garantir que tudo estivesse funcionando como deveria. Mas a tecnologia aplicada ao mundo corporativo avançou tão rápido nesse curto espaço de tempo que o seu papel mudou completamente.

E é exatamente essa a expressão que move as empresas atualmente: a transformação digital. Componentes tecnológicos deixaram de ser ferramentas de suporte para serem a origem e o caminho para novas estratégias de negócio.

Principalmente com o avanço da cloud computing e de computadores de alta performance, serviços e produtos digitais passaram de um luxo a uma obrigação — tanto para otimizar a produtividade da empresa quanto para encontrar e satisfazer novos nichos de mercado.

Líder de transformação digital: o papel do gestor de TI

Considerando que a tecnologia está no centro das novas estratégias de negócio, o gestor de TI de uma empresa é naturalmente o mais indicado para liderar essa transformação.

Mas não estamos falando apenas de conhecimentos técnicos. O profissional dessa área tem naturalmente um perfil voltado para a inovação e uma inclinação para encontrar na tecnologia soluções práticas para problemas recorrentes.

Ou seja, é o papel desse profissional entender quais as dores do negócio que podem ser sanadas por meio de processos e ferramentas tecnológicos, elaborar o melhor plano para implementação dessas soluções e amplificar as suas ideias para todos os departamentos.

Para que qualquer empresa consiga sobreviver no mercado futuro, é a hora do gestor de TI assumir a cadeira ao lado dos outros profissionais C-level e traçar novos rumos baseados em inovação e tecnologia.

Tomando uma atitude: o que esperar de um líder digital na prática

Infelizmente, para se tornar um líder em uma área não basta apenas de querer. Quando falamos em um profissional pronto para assumir a frente de novas estratégias de um negócio, existem alguns pré-requisitos que toda a empresa deve observar.

Portanto, para ser uma figura central motivadora,  é necessário tomar uma série de atitudes que façam bem para o seu trabalho e para o novo rumo da companhia:

Assuma seu lugar no desenvolvimento da estratégia do negócio

Caso a sua empresa já adotou um processo de transformação digital, é bem possível que você já esteja participando ativamente de reuniões estratégicas e das tomadas de decisões entre os diretores. Mas, apenas participar pode não ser o suficiente para garantir o futuro do negócio.

As novas estratégias para atuar de forma consolidada em um mercado nichado e volátil precisam partir da análise de Big Data, do ajuste imediato de infraestrutura para atender uma demanda e do desenvolvimento de produtos e serviços que melhorem a experiência do seu público no contato com a marca.

Todos esses quesitos se originam de uma TI estratégica e seu gestor está no centro dela. Converse com os diretores da empresa e demonstre a importância da sua equipe como ponto de partida em novos planejamentos. Sugira uma transformação digital plena, mostre novas soluções que a tecnologia pode trazer para a gestão e produção, e faça o seu lugar na reunião realmente valer a pena.

Concentre investimentos em infraestrutura tecnológica

Uma das formas de começar essa mudança de pensamento dentro da empresa é conseguir que os investimentos em infraestrutura passem a ser investimentos no sucesso direto do negócio. Hoje, serviços como cloud computing e SaaS, softwares virtualizados e hardware voltado para o uso empresarial fazem uma diferença real na eficiência produtiva.

Portanto, torne cada investimento em soluções digitais um ganho para a empresa. Contrate e implemente a estrutura capaz de preparar a empresa para a flexibilidade e escalabilidade necessárias no futuro e monte desde já a base tecnológica necessária para competir na ponta do mercado.

Busque uma gestão flexível

Não é apenas a  infraestrutura que precisa estar preparada para mudanças rápidas de foco e demanda — o estilo de gestão também deve entrar nessa equação.

Uma gestão flexível é baseada em rotinas automatizadas e desburocratizadas, que criem um canal aberto e amplo entre todos os departamentos para enxergar novas oportunidades de negócio. Os ERPs, por exemplo, possuem uma função essencial para auxiliar nesse caminho para o futuro.

Incentive a participação de toda a empresa

Falando na comunicação entre departamentos, a transformação digital não pode ser tratada como uma parte do negócio. Ou ela é plena ou é insuficiente. É impossível alcançar esse nível de automação e inteligência dentro da empresa sem a participação de todos.

Parte do papel de um gestor de TI é funcionar como um farol — a figura motivadora que centraliza e organiza todas as ideias que surgem em focos pelos departamentos.

Muitas vezes, uma grande solução de negócio parte de um funcionário que nem entende muito de tecnologia, mas que tem uma pista sobre como seu trabalho pode ser otimizado para agilizar a produção.

Crie uma cultura focada em inovação

O objetivo principal é a criação de uma cultura inovadora dentro de toda a empresa. A partir de agora, as grandes companhias serão aquelas que criam seu próprio caminho. Quanto mais rápido o mercado muda, menos espaço existe para negócios reativos.

No centro dessa tendência está o gestor tecnológico, um defensor da transformação digital e motivador de ideias disruptivas. Esse papel se assume com comunicação, treinamentos constantes e canais abertos para ouvir a opinião de todos os colaboradores envolvidos, sendo da área de TI ou não.

Acompanhe os resultados dessa nova estratégia

Por mais que o processo de transformação digital exija uma grande mudança de pensamento e uma cultura subjetiva em busca de inovação, a estruturação desse caminho ainda é muito importante.

É impossível avaliar o resultado de novas estratégias sem medi-las. Um bom gestor de TI deve saber monitorar, analisar e iterar sobre todo o processo de gestão e produção. Transferir todo esse conhecimento para um negócio digital é uma segurança de que a empresa estará sempre navegando a favor do vento.

Afinal, em um mercado tão flexível mudar é preciso. Mas não adianta mirar para qualquer lado e torcer para ser o caminho certo. Um líder de transformação digital é aquele capaz de não só implementar a tecnologia nas estratégias de negócio, mas usá-la como ponto de partida para incentivar e praticar a inovação em todos os departamentos.

Que tal ser o líder da Transformação Digital em sua empresa? Comece lendo este ebook sobre investimento em tecnologia e elabore desde já a estratégia perfeita para o seu negócio!

Escreva um comentário

CADASTRE-SE PARA FICAR POR
DENTRO DAS NOVIDADES DA POSITIVO.

Share This