Wi-Fi 7: conheça a próxima geração de conexão sem fio

Wi-Fi 7: conheça a próxima geração de conexão sem fio

Mesmo que o Wi-Fi 6E não tenha sido lançado oficialmente, a indústria da internet já se prepara para a chegada do Wi-Fi 7. Apesar de operar nas mesmas frequências de bandas de suas versões anteriores, de 2,4 GHz, 5 GHz e 6 GHz, o novo padrão promete ser o mais avançado no que se refere à tecnologia de rede sem fio.

Essas novas atualizações de Wi-Fi geralmente não chamam tanto a atenção do público, que frequentemente se preocupa mais com a velocidade da banda larga em si do que com os recursos disponíveis nos roteadores.

Porém, ficar atento e buscar aparelhos que já possuam Wi-Fi 7, assim que ele for lançado, pode potencializar o sinal e a conexão da sua internet. Por isso, criamos este artigo mostrando como irá funcionar esse novo padrão.

Detalhes do Wi-Fi 7

Apesar de já estar sendo chamado de Wi-Fi 7, a próxima versão de rede sem fio possui oficialmente o título técnico de IEEE 802.11be, não tendo um nome oficial ainda. No entanto, detalhes da nova tecnologia já foram revelados, e promete diversas melhorias em relação às versões anteriores de Wi-Fi.

Uma delas é o OFDMA coordenado, que é uma técnica de transmissão de dados que visa permitir que vários pontos de acesso, também conhecidos como APs, consigam se comunicar entre si e ofereçam um maior desempenho de rede.

Dessa forma, roteadores que possuam essa tecnologia poderão oferecer uma melhor conexão para mais dispositivos conectados a internet.  Além disso, o Wi-Fi 7 pretende reduzir o problema de latência da rede.

Latência pode ser definida como a quantidade de tempo que o sinal leva para ir do roteador até um dispositivo que está conectado ao Wi-Fi e vice e versa. Sabe os travamentos ou pausas que às vezes acontecem quando você está numa videochamada? Eles são causados devido a latência da sua rede, e ocorre principalmente por ela estar muito congestionada ou pelo dispositivo estar mais longe do roteador, que opera como fonte de sinal.

O Wi-Fi 7 pretende resolver esse problema através de um recurso chamado multilink, que permite uma transmissão de dados através de várias bandas largas e canais de frequência ao mesmo tempo, não sobrecarregando a rede como um todo.

Além disso, o Wi-Fi 7 terá novos canais de 320 MHz, oferecendo uma vantagem em relação ao Wi-Fi 6 no quesito velocidade da rede. Por fim, vale destacar seu aumento no número de fluxos espaciais para 16, que quando combinados com o suporte para novos canais, podem fornecer uma taxa de dados de até 46 Gbps – cerca de 5 vezes mais do que a sua versão anterior.

Vai valer a pena aderir ao Wi-Fi 7?

Se você não é uma pessoa muito antenada em roteadores e conexões Wi-Fi, é muito provável que utilize um dispositivo que seja limitado ao Wi-Fi 5 para acessar a conexão sem fio da sua internet.

Tirando smartphones de última geração, são poucos os dispositivos que possuem suporte ao Wi-Fi 6 e 6E. Apesar disso, o lançamento do Wi-Fi 7 já está gerando grande expectativa, tanto de empresas relacionadas a este mercado, como dos consumidores.

Isso se deve especialmente a duas tecnologias relacionadas à internet: dispositivos de streaming/videoconferência e produtos IoT (Internet das Coisas). A adesão a esses segmentos têm aumentado cada vez mais, o que exige que casas e demais estabelecimentos possuam um Wi-Fi que gere boa conexão e seja capaz de suportar uma grande variedade de dispositivos conectados.

Isso será especialmente necessário em empresas e organizações, que usam cada vez mais a tecnologia IoT para desempenhar suas atividades. O Wi-Fi 7 também pode passar a ser necessário em residências num futuro próximo, devido a popularização do conceito smart home e a maior adesão de trabalhos home office.

Embora usuários que utilizam pouco a internet não vejam grandes mudanças em relação a padrões de Wi-Fi anteriores, o Wi-Fi 7 será um ótimo aliado para aqueles que desejam potencializar a sua internet para desempenhar diversas atividades ao mesmo tempo.

Quando o Wi-Fi 7 será lançado?

Como destacado anteriormente, o Wi-Fi 7 não possui nem ao menos um nome oficial até o momento. Estima-se que os desenvolvimentos feitos na tecnologia sejam concluídos somente em 2023 ou 2024, com sua adoção geral podendo levar de um a dois anos para ser adotada de modo geral.

Um fator que pode atrasar ainda mais o lançamento e utilização em massa do Wi-Fi 7 é a demora que está ocorrendo para o Wi-Fi 6E ser adotado globalmente. Mesmo após um ano da tecnologia ser lançada, a maioria dos países ainda não licenciou o recurso até o momento.

Em suma podemos concluir que o Wi-Fi 7 só chegará ao mercado após uma maior adoção do seu antecessor, o que ainda pode demorar alguns anos para acontecer. Enquanto isso, você pode dar uma olhada nos demais conteúdos do nosso blog para ficar antenado sobre tudo o que está acontecendo e as principais novidades do mundo da tecnologia.

VOCÊ TAMBÈM PODE GOSTAR
Mulher sorrindo e trabalhando com um notebook Positivo.

Como formatar notebook Positivo?

Vários teclados em uma lixeira.

Como descartar lixo eletrônico corretamente?

Mulher trabalhando no modelo home office na sala de sua casa.

Como escolher os equipamentos para home office?

lente de aumento sobre o título Google Tradutor aberto em um navegador da internet

10 truques do Google Tradutor que vão facilitar a sua vida

Mulher no banco de trás de um carro com o seu cachorro usando o novo serviço Uber Pet.

Uber Pet: descubra como usar para transportar seu animal de estimação

mulher tirando foto pelo smartphone

26 dicas para tirar boas fotos com o celular

Inscreva-se na nossa

Newsletter


    Ao clicar em “enviar” a Positivo Tecnologia tratará os seus dados de acordo com a Política de Privacidade e Cookies.