Copel inaugura a primeira eletrovia do Brasil na cidade de Curitiba

A Copel – Companhia Paranaense de Energia Elétrica – inaugurou no final de março a primeira eletrovia do Brasil! O evento foi realizado no Km 3 da BR-277, em Curitiba, e contou com a presença de diversas autoridades, entre elas o governador do Paraná, Beto Richa, e o presidente da Copel, Antonio Sergio Guetter.

A primeira unidade da eletrovia deve funcionar entre as cidades de Curitiba e Paranaguá. No total, serão oito eletropostos de distribuição de energia, localizados nas seguintes cidades: Foz do Iguaçu, Medianeira, Cascavel, Laranjeiras do Sul, Guarapuava, Irati, Curitiba e Paranaguá.

Todos os entrepostos devem estar funcionando até o final do ano:

®GOVERNO DO PARANÁ

A importância das eletrovias para o país

“A troca de carros convencionais por carros elétricos é uma etapa importante da transformação que acontecerá no setor energético nos próximos anos. A Copel está pronta para atender esse novo cenário com soluções de mobilidade elétrica e uma rede de energia robusta e inteligente”, afirma o presidente da Copel, Antonio Sergio Guetter.

Para a implantação do projeto estão sendo investidos R$ 5,5 milhões.

®COPEL

Cada eletroposto terá 50 kVA (kilovoltampere) de potência – o equivalente a dez chuveiros elétricos ligados ao mesmo tempo – e três tipos de conectores, próprios para atender os modelos de carros elétricos ou híbridos disponíveis no Brasil.

As estações serão todas de carga rápida: levará entre meia e uma hora para carregar 80% da bateria da maioria dos carros elétricos. Esses modelos rodam de 150 a 300 quilômetros a cada carga.

®DANIELA CATISTI

Outra boa notícia: como forma de estimular o uso de veículos com essas características, a recarga dos veículos será gratuita nessas estações.

Carros elétricos no Brasil

Se nos Estados Unidos e na Europa os carros elétricos vivem um momento de ampla expansão, no Brasil o cenário é muito diferente e estamos bem atrás nesse sentido. Um estudo recente da FGV, publicado no final do ano passado, indica que foram vendidos até agora no Brasil apenas 5,9 mil carros elétricos e híbridos, número que representa apenas 0,3% da frota mundial.

O modelo mais vendido por aqui é o Toyota Prius, avaliado em R$ 120 mil, e que responde por quase 80% das vendas. Ainda segundo o mesmo estudo, a frota mundial de veículos para passageiros com essas características era de 2 milhões em 2016. A previsão é que esse número chegue a 13 milhões em 2020 e a 140 milhões em 2030 – o que corresponderia a 10% da frota total de carros.

A pesquisadora Tatiana Bruce, responsável pelo estudo da FGV, afirma que em outros países o que mais tem pesado em favor da adoção das novas tecnologias é o subsídio para a aquisição desse tipo de veículo. No Brasil, os carros elétricos são isentos de IPI (Imposto de Importação) e os modelos híbridos têm redução da alíquota de 35% para até 7%.

Alguns municípios, como São Paulo, oferecem isenção de IPVA para veículos com essas características, além de eles não serem obrigados a participar do rodízio implantado na cidade.

Fonte(s): COPEL

VOCÊ TAMBÈM PODE GOSTAR
Bateria carregada em 3D.

Indicador de saúde da bateria pode chegar ao Android

Mulher contando segredo sobre os mitos da tecnolgia que todo mundo já caiu.

6 mitos sobre tecnologia que muita gente já caiu

Logo do Google Gemini.

Gemini: o que é e como usar a IA do Google

Teclado de um notebook em 3D com uma tecla com um ponto de interrogação, expressando a dúvida entre instalar Linux ou Windows.

Linux ou Windows: compare os recursos dos sistemas para PC

Crianças em uma sala de aula moderna e usando tecnologia.

Como a tecnologia melhora o processo de aprendizagem escolar?

Satélites em órbita ao redor da Terra.

Primeiros satélites que fornecem rede a celulares são lançados pela Starlink

Inscreva-se na nossa

Newsletter


    Ao clicar em “enviar” a Positivo Tecnologia tratará os seus dados de acordo com a Política de Privacidade e Cookies.