Positivo do seu jeito

Tecnologia

Parece alienígena: conheça a primeira ponte de aço construída em impressoras 3D

20 de Abril de 2018

por: MKT Positivo

A primeira ponte de aço feita com impressora 3D do mundo parece ter saído de uma nave alienígena. Com um design completamente inovador, essa é a proposta desenvolvida pela equipe MX3D, em Amsterdã, na Holanda.

Para que o seu desenvolvimento fosse possível, a ponte utiliza técnicas e materiais diferentes. Medindo 12 metros de comprimento, ela será instalada no distrito de De Wallen, um dos mais conhecidos da capital holandesa, e promete se tornar rapidamente uma atração turística.

®GIPHY

A ponte de aço “Alien”

Designers e engenheiros trabalharam por vários anos no projeto dessa ponte até que fosse possível se chegar a esse resultado. Foram feitos diversos testes para garantir que a estrutura será resistente, incluindo camadas de proteção para que o material não sofra com a ação do tempo.

®ADRIAAN DE GROOT

Além disso, serão instalados nela uma série de sensores que vão ajudar a equipe de desenvolvimento a monitorar em tempo real a “saúde” da ponte, o que inclui desde a qualidade do ar no local até eventuais empenamentos por conta da distribuição do peso.

Há que se destacar ainda que essa é a primeira vez que se constrói uma ponte utilizando-se apenas impressoras 3D. Por isso, testes de segurança que possam estabelecer padrões de qualidade a serem seguidos têm sido levados muito à sério pela equipe da MX3D.

Um projeto de longa data

Quando a cidade de Amsterdã anunciou em 2015 que substituiria uma das pontes sobre os seus canais por outra inteiramente impressa de forma tridimensional, muita gente achou que era uma brincadeira. Porém, três anos depois, o resultado obtido certamente será capaz de surpreender muita gente.

A ideia da empresa é colocar à prova as possibilidades que essa nova técnica oferece e, a partir de então, apostar em novos projetos similares. Quando fundou seu laboratório, em 2004, Joris Laarman não imaginava os rumos que as coisas iriam tomar. Seus primeiros trabalhos foram esculturas, que hoje estão em museus.

O trabalho de construção de ponte conta ainda com a empresa norte-americana Autodesk, entre muitas outras companhias. Em termos de custos, Laarman explica que o valor gasto pela prefeitura da cidade foi exatamente o mesmo se comparado ao que ela gastaria para criar uma ponte tradicional.

As diferenças de valores extras a serem investidos, que foram necessários ao longo do tempo, foram custeadas por empresas privadas. No momento, a ponte está em fase final de testes. Na última sessão, ela suportou cerca de 30 pessoas com muita tranquilidade e se comportou “como uma ponte deve se comportar”.

Ainda não há uma data oficial para instalação da ponte, mas os desenvolvedores acreditam que agora é só uma questão de finalizar os testes. Para quem visitar Amsterdã, a ponte ficará sobre o canal Oudezijds Achterburgwal, no famoso Red-Light District. No local hoje há uma ponte comum, que logo deve virar uma recordação do passado.

Fonte(s): Gizmodo