Gerenciar TI é um trabalho com muitas responsabilidades e elementos de gestão que interagem entre si, exigindo sua atenção. Talvez por isso, atualizar sistema operacional fique tão abaixo na lista de prioridades de muitos profissionais da área. Mas será que essa é uma boa atitude?

Neste texto, queremos deixar claro a importância de ter um SO atualizado, mostrando 5 razões para não deixar de lado essa rotina. Acompanhe!

O problema comum de sistemas desatualizados

Ter sistemas operacionais desatualizados nas empresas brasileiras é algo comum, ainda mais com a maior disponibilidade de falsificações. Mas, se isso é algo corriqueiro, dá para imaginar como o fato de importar-se pode se tornar uma vantagem no negócio.

Quem não cria rotinas de atualização, se priva de várias vantagens, não só em relação à empresa, mas, também, quanto ao seu próprio trabalho. O problema comum aqui não é simplesmente um sistema operacional defasado — esse é o sintoma de uma área de TI desorganizada. Pensando no futuro, em relação à importância desse setor para novas estratégias de negócio, fica ainda mais claro definir os desafios que precisam ser resolvidos.

A razão por trás de tantas atualizações

É difícil manter a rotina quando as atualizações são necessárias com maior frequência. Afinal, algumas vezes, esse pode ser um processo que até paralise a produtividade da empresa. Porém, estruturar tarefas de atualização demonstra preocupação, por parte da desenvolvedora, em entregar o máximo de seu produto para os clientes. Mas todo esse esforço fica inutilizado quando a TI não está preparada, gerando um desperdício do investimento no SO adquirido e um potencial não alcançado para a capacidade produtiva da empresa.

Os 5 motivos para atualizar o sistema operacional

Mesmo sabendo a importância de atualizar seus SOs, muitos gestores de TI ainda tratam o assunto como rotina secundária em seu trabalho. Para acabar de vez com essa noção, queremos listar os 5 quesitos que todo profissional precisa ter em mente para garantir a otimização, eficiência e segurança do sistema. Confira!

1. Correção de falhas

Grande parte das mudanças em atualizações de sistema operacional tem a ver com a correção de falhas e bugs que o próprio SO pode apresentar em determinadas situações. Esses são pequenos problemas que podem levar a grandes consequências, como o corrompimento de dados, comportamento não desejado de ferramentas e até crashes que façam o usuário perder trabalhos que não foram salvos. Atualizar o sistema minimiza esse tipo de questão, já que os desenvolvedores estão diariamente identificando e eliminando a origem das falhas.

2. Aumento de performance

Além de corrigir falhas, esse trabalho de constante interação dos desenvolvedores com o código pode otimizar a sua performance. Assim, é possível encurtar o tempo de execução e processamento das tarefas, encontrando atalhos para ativação de funcionalidades.

Além da estabilidade, updates constantes trazem mais desempenho geral para o SO. Por isso, quem se preocupa em manter as atualizações em dia garante sempre o máximo de poder em sua ferramenta de trabalho — tanto para a gestão de ativos tecnológicos quanto para a manutenção e utilização de sua infraestrutura de TI.

3. Introdução de novos recursos

Outra coisa comum de acontecer é inclusão de novas ferramentas, funcionalidades, aplicações e acessórios para o sistema operacional. Tudo isso, em uma busca frequente de desenvolvedores que atendam às sugestões, pedidos e reclamações de seus clientes.

Principalmente em SOs com licença corporativa, a implementação de novos recursos é um benefício para todos os negócios. Eles podem ter caráter administrativo, com funções de monitoramento e controle, ou produtivo, para inovar as formas de realizar tarefas — com mais agilidade e simplicidade.

4. Aumento da produtividade

Podemos estender um pouco mais a importância da atualização de sistema para a operação da empresa como um todo. Isso porque, se unimos todos os tópicos pelos quais já passamos, fica claro o ganho em produtividade quando o sistema operacional está sempre em sua versão mais recente:

  • menos falhas no SO significam menos retrabalho e outros obstáculos em geral, os quais podem comprometer a execução de tarefas — além do tempo ocioso causado por reinícios e congelamentos frequentes;
  • mais performance torna tarefas e processos mais ágeis, sem que haja um esforço maior, tornando cada usuário capaz de realizar seu trabalho em menos tempo;
  • novos recursos trazem novas ferramentas, ou a adequação das já existentes, para que as etapas produtivas vigentes sejam feitas com mais facilidade, confiabilidade e menos gargalos.

De acordo com o que foi dito anteriormente, uma empresa atualizada é uma empresa produtiva. Unindo o SO em sua capacidade máxima a uma TI proativa e preocupada em transformar seus ativos em estratégias de negócio, você tem tudo para auxiliar no crescimento da empresa.

5. Aprimoramento da segurança

Mas, além da parte produtiva, queremos falar de outro importante aspecto das atualizações: como elas garantem mais segurança para sua infraestrutura. Muitas das falhas que citamos não são apenas bugs que atrapalham o funcionamento do SO, são portas invisíveis que podem ser exploradas por criminosos para invadir um computador logado no sistema e ter acesso a dados privados.

A possibilidade de invasão constitui uma questão ainda mais séria do que se pensa. Na verdade, esse tipo de brecha é muito restrito e, na maioria das vezes, corrigido em atualizações antes mesmo que possa ser um perigo real. É aí que está o problema: quando a desenvolvedora lança uma atualização, ela descreve as falhas corrigidas que são comparáveis, colocando lado a lado o código das duas versões.

Quando a falha que permite a invasão se torna amplamente conhecida, entra, então, o método mais comum de tentativa de invasão de SO por cybercriminosos. Ou seja, o criminoso toma conhecimento de uma brecha e tenta explorá-la em um volume considerável de sistemas empresariais.

Empresas que não estão preocupadas em atualizar o sistema operacional se tornam alvo fácil, já que a falha permanecerá ativa e talvez ninguém tenha conhecimento disso. Portanto, é seguro dizer que atualizar sistema operacional é uma questão de sobrevivência do empreendimento, seja no quesito produtividade, seja devido à segurança gerada ao manter a confidencialidade dos seus dados.

Gostou de entender a importância de atualizar sistema operacional na sua empresa? Então, que tal ler sobre segurança da informação e ter um panorama completo sobre o assunto neste artigo?

Escreva um comentário

CADASTRE-SE PARA FICAR POR
DENTRO DAS NOVIDADES DA POSITIVO.

Share This