Positivo do seu jeito

Positivo do seu jeito

Positivo do seu jeito

Você precisa usar ou não um estabilizador no seu PC?

Se você teve um computador nos anos 90 e 2000 ou trabalha em um escritório que tem componentes dessa época, certamente já deve ter utilizado um estabilizador no seu PC. No entanto, a maioria dos locais hoje em dia não o utiliza. A pergunta que fica é: você precisa de um estabilizador no PC?

Embora o senso comum ainda defenda que essa peça é importante, na prática ela não tem quase nenhuma utilidade. Aliás, é importante perceber que o uso do estabilizador de tensão é um costume genuinamente brasileiro, sendo praticamente inexistente em outros países.

®GIPHY

No passado fazia sentido

Há cerca de 15 ou 20 anos, o mercado brasileiro de fontes de alimentação era completamente diferente daquele que temos hoje. Na época, os projetos de construção das peças nacionais eram de baixa qualidade e não utilizavam, por exemplo, circuito de PFC ativo e sistema full range.

Portanto, havia um risco sim de que alterações na corrente elétrica pudessem, de alguma forma, sobrecarregar a sua máquina. Os sistemas do tipo full range resolveram esse problema, pois aceitam tensões de entrada entre 90 V e 240 V.

Em outras palavras, a adoção desse sistema nas fontes de alimentação passou a fazer o papel que os estabilizadores faziam – tornando-os, consequentemente, redundantes e irrelevantes.

Atualmente, praticamente todas as boas fontes vendidas no mercado brasileiro bem como aquelas embarcadas em notebooks, são do tipo full range. Você pode se certificar dessa especificação técnica observando o manual de instruções ou a ficha técnica na caixa do produto.

Você não precisa de um estabilizador de tensão

As fontes utilizadas atualmente são capazes de transformar a corrente elétrica instável (a que recebemos em casa) em uma corrente elétrica contínua antes que a energia chegue aos componentes. Essa tecnologia é chamada de DC-DC e essa é outra especificação técnica que você pode conferir diretamente nos produtos. Portanto, não há o que se preocupar com a tensão de alimentação na entrada.

Além disso, os estabilizadores de tensão, se usados nos dias de hoje, podem até mesmo causar eventuais problemas, como travamentos no PC devido ao atraso no tempo de resposta. Portanto, há mais riscos para a sua máquina quando você utiliza um equipamento como esse do que quando você não o utiliza. Na dúvida, não use, pois trata-se de um investimento desnecessário.

Em resumo: os estabilizadores estão ultrapassados e não aguentam a variação de energia dos PCs atuais. Note ainda que estabilizadores de tensão são diferentes de nobreaks – esses sim, úteis e capazes de proteger a sua máquina em caso de quedas de energia.

Quer uma boa solução? Utilize um filtro de linha

Se você busca um dispositivo que possa proteger um pouco mais os seus eletrônicos e, além disso, ofereça mais opções de tomada, a sugestão é buscar um filtro de linha. Ele não tem a função de estabilizar a tensão, mas pode auxiliar “queimando o fusível” em uma sobrecarga – ao invés de repassá-la para os eletrônicos.

Como os fusíveis são baratos e fáceis de serem trocados e as réguas oferecem múltiplas opções de tomada, essa ainda é uma alternativa que apresenta uma boa relação custo-benefício – e que pode, de certa forma, garantir uma proteção extra aos seus eletrônicos.

Fonte(s): Oficina da Net , TechTudo e YouTube | Clube do Hardware

VOCÊ TAMBÈM PODE GOSTAR
É hora de repensar o aprendizado

É hora de repensar o aprendizado

lancamentos-netflix-janeiro-2022

Veja os principais lançamentos da Netflix para janeiro de 2022

O mercado de Instituições Públicas potencializa os negócios de empresas de tecnologia

lancamentos-netflix-dezembro-2021

Veja os principais lançamentos da Netflix para dezembro de 2021

instagram-como-baixar-stories

Instagram: como baixar Stories de outras pessoas no PC

atalhos-windows-11

Windows 11: todos atalhos do teclado que você precisa conhecer

Inscreva-se na nossa

Newsletter