impressora 3D imprimindo um robô

Como escolher uma impressora 3D

A tecnologia de impressão em 3D está transformando projetos, uma vez que essa nova realidade promete criações únicas. Mas, nem todas as pessoas já experimentaram o uso desta tecnologia e nem todos sabem exatamente como ela funciona. 

impressora 3D funcionando

O uso de uma máquina 3D pode ser direcionada para diversos fins e tanto as especificações, quanto os valores, podem variar. Para você que pretende adquirir uma impressora 3D ou quer entender melhor para que este produto é indicado, é só acompanhar o conteúdo de hoje. Criamos um guia completo sobre impressoras 3D, confira!

O que é uma impressora 3D?

A impressora 3D oferece o uso de uma tecnologia que é capaz de criar objetos diversos, tais como os tridimensionais a partir de um desenho digital, protótipos funcionais, peças de reposição industrial, brinquedos e objetos decorativos.

Essa máquina pode ser usada para fins profissionais ou para uso pessoal, como um hobbie. 

Como funciona uma impressora 3D?

A partir do uso de softwares é feito o processo de impressão, que inicia a partir da modelagem do objeto. As impressões em 3D funcionam de duas maneiras:

Sistema de fabricação por adição: 

Essa etapa consiste em gerar um objeto tridimensional, inserindo sucessivamente camadas de um determinado material.

Sistema por compactação: 

Já nesse sistema, é utilizada uma massa feita de pó que é compactada na forma desejada. O desenho do elemento a ser impresso é feito em um computador e é enviado para a impressora para que ela o reproduza.

O que considerar ao escolher uma impressora 3D?

Existem vários modelos de impressoras 3D e escolher uma pode ser algo não tão simples, tudo vai depender do objetivo específico de cada pessoa ou empresa. Os valores também variam conforme a máquina escolhida, que podem ser desde modelos de entrada até máquinas industriais. 

Para facilitar sua escolha, trouxemos 4 informações que devem ser consideradas:

  1. Finalidade das peças: defina a finalidade das peças que você quer imprimir. Essa questão deve ser considerada para determinar quais materiais vão ser usados e isso pode impactar na sua decisão de qual impressora adquirir. Por exemplo, reflita se as peças terão acabamento, se serão para decoração, pense também sobre o tamanho delas, etc;
  2. Objetivo com a impressora: reflita também para qual fim será destinado o uso da impressora, se será para uso educacional, doméstico, profissional ou empresarial. Pense também se a máquina ficará exposta para terceiros e se são usuários que possuem conhecimento na utilização de máquinas como essa;
  3. Avaliação do conhecimento em eletrônica: após definir seu objetivo com a máquina e determinar a finalidade das peças, é importante considerar o seu conhecimento em eletrônica. Essa reflexão é essencial, especialmente se seu intuito é construir a sua própria impressora 3D utilizando algum kit de montagem. Se for esse o caso, é uma boa oportunidade para quem deseja se aprofundar no assunto. Se não, existem impressoras já montadas, mas o conhecimento ainda será válido para manuseá-la ou escolher outro modelo no futuro;
  4. Investimento e tempo: por último, mas não menos importante, você deve considerar o quanto está disposto(a) a investir nesse produto e qual sua disponibilidade de tempo, afinal, para se tornar um especialista em impressões 3D, leva tempo e dedicação, sendo uma boa opção buscar cursos de impressão 3D. Quanto aos valores, existem alternativas acessíveis, custando cerca de R$2 mil.

Qual a melhor impressora 3D para iniciantes?

Conforme citamos anteriormente, existem diversos modelos de impressoras 3D no mercado; para dar um direcionamento, também listamos algumas informações para facilitar a sua escolha. E, se você já refletiu sobre elas, separamos uma nova lista, com alguns modelos indicados para iniciantes, veja abaixo:

1. Vinik Creati.v – a partir de R$1.521

A impressora 3D da Vinik pesa cerca de 5 kg, mede aproximadamente 23 cm de altura, sendo um modelo bastante compacto. Esse modelo aguenta arquivos nos formatos: STL, OBJ, DAE e gcode. Essa impressora é compatível com os softwares Createbot, Cura, Slic3r, Simplify3D e Repetier-host. Conforme informações divulgadas pela fabricante, a precisão de impressão do dispositivo é de 0,1 mm e a velocidade fica entre 20 e 60 mm/s. Esse modelo é compatível com o Windows e outros sistemas operacionais.

Impressora 3D Creati.v - Vinik
Impressora 3D Creati.v – Vinik

2. Creality FDM Ender-3 V2 – a partir de R$2.279

Esse modelo oferece a tecnologia de impressão por moldagem por deposição fundida, sendo compatível com os filamentos de: PLA, TPU, e PETG. Suporta arquivos nos formatos STL, OBJ, e AMF.

O modelo permite imprimir as peças utilizando softwares de fatiamento Simplify3D e Cura. A máquina também é compatível com o Windows.

Creality FDM Ender-3 V2
Imagem: 3D Lab.

3. Creality FDM Ender-3 Max – a partir de R$3.201

Já o modelo Creality FDM Ender-3 Max é mais avançado, se comparado com o modelo anterior. Funciona também por meio da mesma tecnologia que citamos no produto citado antes deste, mas disponibiliza uma espaço de trabalho com volume maior, permitindo a impressão de peças maiores. O que também faz com  o que o valor seja um pouco mais alto. 

A máquina é compatível com os filamentos: PLA, TPU, PETG, ABS e madeira, e a opção suporta arquivos nos formatos STL, OBJ e AMF. Os softwares de fatiamento compatíveis são: Creality Slicer, Cura, RepetierHost e Simplify3D, também está disponível para o sistema operacional Windows.

Creality FDM Ender-3 Max
Imagem: 3D Lab.

4. PCYes Faber 3 31724 – a partir de R$3.299

O modelo de impressora 3D da PCYes é compatível com os filamentos: PLA, ABS, TPU, PVA, HIPS, fibra de carbono, madeira, metal e filamentos flexíveis. Essa opção também funciona com o Windows. E o dispositivo é compatível com os formatos 3MF, STL, OBJ, FPP, BMP, PNG, JPG e JPEG. O valor é bem aproximado da máquina citada anteriormente, a Creality FDM Ender-3 Max.

5. Flashforge Inventor – a partir de R$6.664

Já o modelo Inventor, oferece um design bem diferenciado dos anteriores da nossa lista, além disso o modelo é equipado com uma câmera, que pode ser utilizada para acompanhar o status da impressão das peças. Os valores estão acima de R$6 mil. 

Essa máquina é compatível com os filamentos: PLA, ABS, PVA, HIPS, PETG, TPE e TPU, além de filamentos flexíveis, madeira e metal. Os softwares de fatiamento indicados são o FlashPrint, disponível para Windows e o Happy 3D, que oferece suporte também para Android.

6. Wiiboox Sweetin – a partir de R$10.875

E se você pode e quer investir mais, uma outra alternativa é o modelo Wiiboox, que é uma impressora 3D de alimentos. O modelo permite a criação de peças em três dimensões a partir de matérias-primas, como: chocolates, geleias, mousses, cremes e pastas. A impressora é indicada para estabelecimentos como restaurantes e confeitarias, mas também pode ser usada por amantes da culinária.

Wiiboox Sweetin
Imagem: Wiiboox.

Agora você já sabe por onde começar a escolher a sua impressora 3D e para continuar por dentro das novas tecnologias, siga acompanhando o blog Positivo do Seu Jeito.

Fonte(s):

TechTudo e TecMundo.

VOCÊ TAMBÈM PODE GOSTAR
Mulher sorrindo e trabalhando com um notebook Positivo.

Como formatar notebook Positivo?

Vários teclados em uma lixeira.

Como descartar lixo eletrônico corretamente?

Mulher trabalhando no modelo home office na sala de sua casa.

Como escolher os equipamentos para home office?

lente de aumento sobre o título Google Tradutor aberto em um navegador da internet

10 truques do Google Tradutor que vão facilitar a sua vida

Mulher no banco de trás de um carro com o seu cachorro usando o novo serviço Uber Pet.

Uber Pet: descubra como usar para transportar seu animal de estimação

mulher tirando foto pelo smartphone

26 dicas para tirar boas fotos com o celular

Inscreva-se na nossa

Newsletter


    Ao clicar em “enviar” a Positivo Tecnologia tratará os seus dados de acordo com a Política de Privacidade e Cookies.