O que é eMMC? Conheça essa tecnologia de armazenamento que é confundida com SSD

Os consumidores que saem em busca de um novo notebook podem levar um susto ao conferir as opções de armazenamento existentes nos muitos modelos à venda no mercado. Além do tradicional HD e do SSD, há versões também com o eMMC. Porém, você sabe o que é eMMC?

Entender essa sigla pode fazer com que você opte por modelos cujas especificações técnicas, mesmo sendo mais simples, possam atender às suas necessidades.

Embora estejamos falando de uma tecnologia similar, ainda assim ela tem as suas particularidades e, por essa razão, vale a pena conhecer um pouco mais sobre ela.

®GIPHY

O que é eMMC?

O termo eMMC é uma sigla em inglês para Embedded Multimedia Card, algo como “cartão multimídia embutido”. Tecnicamente, há muitas similaridades dos eMMCs com os SSDs.

Isso porque ambos são dispositivos de armazenamento de estado sólido. Ou seja, ambos têm as mesmas tecnologias flash presentes nos cartões de memória ou nos pendrives.

® SANDISK

Contudo, o termo “embutido” é o principal diferencial aqui. Diferente dos cartões de memória tradicionais, esses eMMCs são construídos para funcionarem acoplados de forma permanente aos dispositivos, como os SSDs.

Como a tecnologia é uma evolução daquela presente nos cartões de memória do tipo MMC, a letra “e” indica com clareza essa nova possibilidade.

As principais vantagens dos eMMCs em relação aos SSDs estão nos custos. Um computador que conte com esse componente certamente deve custar menos que um notebook ou ultrabook com SSD.

Além disso, devido ao seu tamanho reduzido, essas memórias podem ainda estar presentes em celulares e tablets.

Desempenho: as vantagens e desvantagens

Em termos de desempenho, podemos dizer que um eMMC é mais rápido do que um HD tradicional, mas no comparativo com um SSD as velocidades máximas são menores.

Isso porque os SSDs são mais sofisticados e utilizam controladores mais avançados e eficientes. Esses componentes “mais nobres” geram um produto com melhor desempenho, maior durabilidade e mais seguro.

®WINDOWS CENTRAL

No entanto, é preciso levar em consideração o propósito de cada um deles. Um usuário que escolha um computador mais simples, certamente terá menos demandas de execução de tarefas do que aquele que opte por modelos mais caros.

É por essa razão que os eMMCs são mais baratos e, como consequência, estão presentes nos dispositivos com configurações mais modestas.

Entendendo as diferenças técnicas

Que os eMMCs são mais baratos você já sabe, agora vamos compreender as razões técnicas pelas quais isso ocorre. Um eMMC é capaz de fazer transferências a uma velocidade de 400 MB/s, um número similar ao atingido pelos SSDs.

No entanto, nos discos de estado sólido várias vias ficam disponíveis para a transferência de informações, enquanto os eMMCs contam com uma apenas uma.

®TRANSCEND

Para que tudo fique mais claro, pense em uma das vias principais da sua cidade. Se todos os carros decidirem trafegar por ela de uma só vez, certamente haverá mais congestionamentos.

Agora, se houver duas ou mais vias possíveis para que os motoristas escolham, certamente o trânsito vai fluir melhor em todas elas. O mesmo se dá com as informações transferidas.

Some a isso o fato de que os controladores usados são de qualidade inferior e que o design escolhido não é o focado no desempenho, mas sim na economia. O resultado, portanto, são produtos mais lentos e menos seguros do que os SSDs, mas também que custam muito menos.

Outro limitador dos eMMCs é a capacidade máxima de dados. Esses componentes chegam no máximo aos 128 GB, pois versões maiores do que isso, embora sejam possíveis, são inviáveis, pois não apresentariam a mesma relação custo-benefício.

Assim, não dá para comparar esse limite de 128 GB dos eMMCs com a possibilidade de armazenar até 2 TB de informação nos SSDs.

Escolha o que se adapta às suas necessidades

Isso quer dizer que você sempre deve escolher um SSD em vez de um eMMC? É claro que não. Tudo vai depender dos objetivos que você tem com a máquina em questão.

Se você estiver à procura de um modelo simples, funcional e que não requeira grande capacidade de processamento, optar por um aparelho com eMMC pode sim ser um bom negócio.

Já aqueles que exigirão um pouco mais do notebook ou que pretendem armazenar ou transferir grandes quantidade de dados, certamente farão uma escolha melhor se optarem por um SSD, ainda que eles custem um pouco mais caro.

Fonte(s): Windows Central e HowtoGeek

VOCÊ TAMBÈM PODE GOSTAR
Bateria carregada em 3D.

Indicador de saúde da bateria pode chegar ao Android

Mulher contando segredo sobre os mitos da tecnolgia que todo mundo já caiu.

6 mitos sobre tecnologia que muita gente já caiu

Logo do Google Gemini.

Gemini: o que é e como usar a IA do Google

Teclado de um notebook em 3D com uma tecla com um ponto de interrogação, expressando a dúvida entre instalar Linux ou Windows.

Linux ou Windows: compare os recursos dos sistemas para PC

Crianças em uma sala de aula moderna e usando tecnologia.

Como a tecnologia melhora o processo de aprendizagem escolar?

Satélites em órbita ao redor da Terra.

Primeiros satélites que fornecem rede a celulares são lançados pela Starlink

Inscreva-se na nossa

Newsletter


    Ao clicar em “enviar” a Positivo Tecnologia tratará os seus dados de acordo com a Política de Privacidade e Cookies.