Positivo do seu jeito

Tecnologia

Qual a diferença entre as tecnologias Wi-Fi e Li-Fi?

16 de Maio de 2018

por: MKT Positivo

A tecnologia W-Fi você já conhece, pois certamente deve utilizá-la na sua casa ou no trabalho todo dia. Mas e tecnologia Li-Fi, você sabe o que é? Compreender qual é a diferença entre Wi-Fi e Li-Fi pode ser fundamental no futuro, uma vez que essa segunda modalidade vem ganhando espaço nos últimos anos.

Ela é responsável por promover avanços significativos no que diz respeito à velocidade de rede e à segurança de navegação. Nesse artigo, vamos compreender exatamente quais são esses benefícios e por que você deve ficar de olho na diferença entre essas duas modalidades.

®GIPHY

Por dentro da tecnologia Li-Fi

Tanto o Wi-Fi quanto o Li-Fi são tecnologias de transmissão de dados sem fio. O Li-Fi pode ser considerado uma evolução do Wi-Fi e isso se deve especialmente à forma de transmissão de dados.

Para operar, uma rede Wi-Fi utiliza frequências de rádio, ou seja, ela utiliza um método de transmissão similar ao das emissoras de rádio e de TV. Já o Li-Fi funciona de forma similar, mas dispensa completamente o uso das ondas de rádio.

Nesse caso, a transmissão é feita por meio de luz visível, luzes ultravioleta e luzes infravermelhas. São esses feixes que permitem o envio e o recebimento de informações dentro de um mesmo ambiente.

®VELMENNI

Em outras palavras: o Wi-Fi necessita de um roteador para fazer a transição dos dados de um equipamento para outro enquanto o Li-Fi usa LEDs que podem não só fazer a transmissão de dados, como também iluminar os ambientes. É como se as lâmpadas virassem roteadores.

Qual é melhor: Wi-Fi ou Li-Fi?

Todas as tecnologias têm os seus pontos positivos e negativos e no comparativo dessas duas não é diferente. As redes Li-Fi podem operar em frequências mais altas e, por serem menos sujeitas a interferências, oferecem um sinal mais estável. Além disso, essas redes são consideradas mais seguras, o que diminui as chances de invasões.

®SCIENCE ALERT

Por serem menos sujeitas a interferências, elas são ideais para o uso em hospitais, aviões e qualquer ambiente onde a qualidade do sinal seja um fator fundamental. Por fim, os testes iniciais têm demonstrado ainda uma capacidade de se atingir velocidades mais altas: até 224 Gb/s. Para se ter uma ideia, as redes Wi-Fi mais modernas atingem apenas 1.200 Mb/s.

Mas e quais são as vantagens do Wi-Fi, então? A principal delas é que os sistemas de transmissão via rádio podem ser uma alternativa em lugares onde há quedas de luz frequentes. Além disso, regiões com limitações na rede de energia elétrica também podem se beneficiar mais do Wi-Fi do que do Li-Fi.

É preciso levar em consideração ainda que o sinal Wi-Fi atinge áreas maiores, atravessando paredes, ainda que com perda de velocidade. Por fim, o Wi-Fi dispensa as luzes acesas o tempo todo, o que pode resultar em economia de energia.

Ainda em fase de desenvolvimento, pesa contra as redes Li-Fi o fato de elas serem muito mais caras do que as redes Wi-Fi. Afinal, você vai precisar de uma lâmpada adaptada para cada cômodo, e elas são caras devido à baixa produção neste momento. A tendência é que esse custo diminua, mas as redes Wi-Fi vão estar nas residências ainda por muito tempo.

Fonte(s): Lifewire e Science Alert

CADASTRE-SE PARA FICAR POR
DENTRO DAS NOVIDADES DA POSITIVO.