Positivo do seu jeito

Tendências

Você pilotaria? Primeiro carro feito com impressora 3D deve ser lançado em 2019

8 de Abril de 2018

por: MKT Positivo

Você guiaria um carro feito com impressora 3D? A Polymaker acredita que sim e, para o próximo ano, ela planeja colocar no mercado internacional o LSEV, um carro elétrico feito com uma impressora 3D. Segundo os fabricantes, o modelo leva apenas três dias para ser montado e seus componentes visíveis — como as portas, o painel, a carcaça e o para-choque — são até cinco vezes mais fortes do que os de um modelo convencional.

Por dentro de LSEV

LSEV é uma sigla para Low-Speed Eletric Vehicle, em tradução direta algo como “Veículo Elétrico de Baixa Velocidade”. De acordo com o CEO da empresa, Xiaofan Luo, o modelo deve abrir as portas para uma tendência do futuro: a de que cada vez mais as montadoras recorram às impressoras 3D como forma de fabricar componentes para os seus veículos. “Trata-se de uma tendência inevitável”, destaca.

®POLYMAKER
®POLYMAKER
®POLYMAKER

O carro foi desenvolvido em parceria com a empresa italiana X Electrical Vehicle (XEV). Segundo as suas especificações técnicas, ele é capaz de chegar a 69 km/h. Sua autonomia de bateria permite deslocamentos de até 150 quilômetros com uma carga completa.

Ainda, segundo a Polymaker, a construção do veículo priorizou materiais seguros que possam garantir o bem-estar do motorista tanto na estrada quanto na cidade e em locais com variações drásticas de temperatura – neve ou calor excessivo. Entre todos os componentes, apenas as janelas, os pneus, o motor, o chassi e os assentos são feitos de forma convencional.

Ecologicamente correto

Outro ponto forte do LSEV é que a sua fabricação prima por minimizar os impactos ambientais. Para se ter uma ideia, o número de componentes de plástico no veículo foi reduzido de uma média de 2 mil para apenas 57. Isso resulta também em um automóvel mais leve, cujo peso não ultrapassa os 450 quilos.

Apenas a título de comparação, carros elétricos de outras montadoras têm em média entre 700 e 800 quilos. O veículo comporta apenas um passageiro, além do motorista. Suas dimensões são as seguintes: 1,5 metro de altura, 2,5 metros de comprimento e 1,3 metro de largura. Ou seja, trata-se de um compacto perfeito para as grandes cidades.

E quanto ele vai custar?

Segundo a XEV, a expectativa é que até o final de 2019 a companhia tenha sido capaz de imprimir e montar pelo menos 20 mil unidades do LSEV. Ele será comercializado primeiro apenas na Ásia e na Europa. A estimativa é que o veículo custe o equivalente a US$ 10 mil – o que em conversão direta para reais daria cerca de R$ 32,8 mil, sem considerar os impostos.

O veículo será exposto pela primeira vez no Museu de Cultura de Xangai, na China. Além disso, ele poderá ser visto no Salão do Automóvel de Pequim, também na China, que acontece em abril.

Para o futuro, o CEO da empresa espera que vá chegar o momento em que cada consumidor possa solicitar a impressão de modelos personalizados, de acordo com as suas preferências. “O carro será mais bonito porque você pode ir além do limite da manufatura tradicional. Isso dá liberdade ao estilo e criatividade, então poderão ter muitas variações”, finaliza.

Resta saber, agora, se o velho mantra da indústria automobilística de que fazer um carro é fácil, mas escalar para dezenas ou centenas de milhares de consumidores é outra história vai se provar verdadeiro. De torda forma, as possibilidades da tecnologia 3D são infinitas. O que você achou?

Fonte(s): DailyMail

CADASTRE-SE PARA FICAR POR
DENTRO DAS NOVIDADES DA POSITIVO.