O ruído acústico nos escritórios é uma questão que merece atenção. Muitas vezes, ele atrapalha a produtividade ou pode passar dias despercebido — seja como for, esse problema pode causar danos à saúde dos profissionais envolvidos.

O caso é tão sério assim? Neste post, vamos discutir a relevância do assunto para um gestor de TI, os ruídos mais comuns dentro de uma empresa e como você pode minimizar ou até resolver o problema. Confira:

Quais problemas o ruído acústico causa para as pessoas?

Parece besteira pensar nas consequências de um equipamento eletrônico barulhento para a saúde das pessoas, mas, principalmente se você trabalha com TI, sabe da orquestra de ruídos que pode se tornar um ambiente com muitos computadores e outros tipos de hardware funcionando ao mesmo tempo.

A exposição prolongada e constante a sons acima de um limite seguro pode provocar danos à capacidade auditiva dos funcionários em casos mais extremos. Existem, entretanto, muitos outros problemas envolvendo o ruído acústico capazes de atrapalhar a produtividade em um local de trabalho.

O excesso de barulho produzido por equipamentos eletrônicos pode levar a um estado constante de estresse e dificultar a capacidade de os colaboradores focarem nas tarefas executadas. Além disso, é preciso elevar a voz para se comunicar dentro desses ambientes, causando ainda mais desgaste e dificultando a interação dos funcionários no escritório.

Quais são os problemas do ruído acústico para os negócios?

Portanto, a questão não é um problema menor a ser resolvido quando tiver tempo. Dependendo do nível de ruído, a empresa perde a sua capacidade de comunicação, de colaboração e tem um déficit de produtividade.

Como se não fosse o bastante, ruídos anormais significam, muitas vezes, algum problema com o hardware. A atenção a essas diferenças no comportamento de um eletrônico são fundamentais para a manutenção preditiva e o aumento da vida útil de componentes importantes para o sistema.

Também há o consumo maior de energia dos equipamentos, que perdem sua eficiência e necessitam de mais tempo para realizar a mesma tarefa. Somando todos esses pontos, que podem parecer pequenos a princípio, o resultado inevitável é um grande desperdício de dinheiro.

Como ruídos acima do normal podem ser tratados como sintomas?

Assim como o ruído acústico pode significar que algo está errado, ele também é a saída para a solução. Na maioria dos casos, o barulho excessivo é um sintoma, como uma febre ou dor em um ponto específico do corpo. A partir daí, é só investigar a origem dessa anormalidade para minimizar o problema e melhorar a qualidade do ambiente para as pessoas e as máquinas. Veja alguns casos comuns:

Ventilação

O sistema de resfriamento dos equipamentos eletrônicos é o que mais contribui para um ruído insuportável dentro do ambiente de trabalho. No caso de servidores em um data center (hardware que precisa de uma ventilação muito eficiente), não há tanto como fugir de um nível elevado de barulho.

Nesses casos, recomenda-se o uso de protetores para os ouvidos de quem trabalha constantemente perto das máquinas.

Mas as ventoinhas podem se tornar muito barulhentas quando o computador tem dificuldades de dissipar o calor dentro dele — normalmente quando o próprio ventilador está fazendo mais força do que deve ou se seus componentes estão superaquecendo.

Nos dois casos, a vida útil do hardware é bastante comprometida e a convivência no escritório pode ficar insuportável.

Equipamentos com partes móveis

Qualquer eletrônico que trabalhe com partes móveis pode potencialmente se tornar uma dor de cabeça para quem está em volta. As impressoras, por exemplo, fazem muito barulho quando não estão bem lubrificadas ou suas peças já estão desgastadas.

Cliques

Esse é um problema menor, que geralmente só afeta o usuário imediato daquele computador.

Dependendo da qualidade ou do estado do disco rígido, os cliques das suas peças móveis ficam mais evidentes — é um tipo de barulho constante, capaz de causar estresse ao longo de um dia. Isso sem falar, claro, que pode ser um sinal de urgência para um HD prestes a parar de funcionar por completo.

Outros ruídos

É claro que não é sua função cuidar de tudo o que faz barulho no ambiente de trabalho, mas já que essa investigação começa pela TI, vale a pena dar uma olhada em outros pontos de ruído pelo escritório.

Alguns suspeitos frequentes são: ar-condicionado, geladeiras, janelas, barulho de trânsito, conversa excessiva em volume e altura etc.

São, às vezes, sons pequenos, mas que se misturam em uma cacofonia que pode atrapalhar a produtividade. Depois de resolver a questão da infraestrutura tecnológica, dá para ajudar os outros departamentos a sanarem o problema de vez.

Como resolver o problema do ruído acústico?

Existem muitas atitudes que um gestor de TI pode tomar para ter um escritório mais silencioso e produtivo. Para terminar, separamos algumas dicas que você deve pôr em prática para dar sossego a toda a empresa.

Faça manutenção preventiva

Como dissemos, muito do ruído acústico pode vir de equipamentos com problema de funcionamento. Os coolers são um bom exemplo, já que costumam ser mais barulhentos quando acumulam poeira em suas pás.

Definir uma rotina de limpeza dos equipamentos eletrônicos pode tomar uma ou duas horas por mês e economizar dias no futuro com a troca ou o conserto de hardware. São soluções simples que facilitam a vida da TI e dão tranquilidade para todo o escritório.

Conte com ajuda especializada

Não é obrigação de um profissional de TI saber fazer ou executar essas rotinas — gastando um tempo que poderia ser usado com questões mais estratégicas. Então, que tal ter uma ajuda?

Pode ser uma empresa especializada em manutenção ou o próprio suporte da fabricante. É um investimento que economiza em longo prazo e ajuda a manter a produtividade dos funcionários.

Invista em equipamentos melhores

Alguns casos não têm jeito: a melhor forma de reduzir o barulho é investir em um hardware mais silencioso. Seja por idade ou por qualidade de fabricação, existe muita diferença nos níveis de ruído entre fabricantes, modelos, configurações.

Portanto, quando for atualizar a sua infraestrutura leve esse fator também em conta. Prefira equipamentos de qualidade, que entregam performance sem criar uma poluição sonora desnecessária no ambiente de trabalho.

Afinal, o ruído acústico não é um detalhe, ele pode afetar diretamente a produtividade e até a saúde dos funcionários de uma empresa. Como gestor de TI, você tem o poder e a experiência para melhorar a vida profissional de todos.

E você, tem sofrido com problemas de ruído no escritório? Tem algum caso de barulho insuportável que precisou resolver? Conte a sua história nos comentários!

Escreva um comentário

CADASTRE-SE PARA FICAR POR
DENTRO DAS NOVIDADES DA POSITIVO.

Share This