Android P: entenda como funciona o novo recurso de bateria adaptativa que você vai querer usar

O Android P terá um novo recurso de bateria que certamente estará entre as suas novidades preferidas do sistema operacional. A funcionalidade foi apresentada pela Google no último dia 8 de maio, durante a Google I/O 2018, conferência para desenvolvedores promovida anualmente pela empresa.

O recurso em questão é chamado de “bateria adaptativa” e deve usar os hábitos dos usuários como base para o gerenciamento de consumo. O sistema poderá, por exemplo, detectar apps que estão abertos sem necessidade e desabilitar certas funções que não estiverem em uso, proporcionando uma economia de energia de até 30%.

®GIPHY

Seus hábitos vão fazer a diferença

Os usos de sistemas de inteligência artificial estão entre os principais atrativos do Android P. A ideia é que as informações coletadas possam servir de elemento decisivo na tomada de decisão, ou seja, o aparelho vai aprender qual é o seu comportamento e vai sugerir as melhores configurações para que o consumo de energia seja menor.

A ideia é que nenhuma das decisões do SO cause prejuízo para o uso. Hoje, muitos aparelhos contam com recursos de economia de bateria, mas sua ativação implica em abrir mão do uso de alguma função. Com a inteligência artificial entrando em cena, as funções desabilitadas serão apenas aquelas que você não utiliza.

®GOOGLE

®GOOGLE

®GOOGLE

®GOOGLE

®GOOGLE

O próprio Google deu dois exemplos para ilustrar esse processo: se você checa seus e-mails pela manhã e depois só à noite, o sistema entenderá que à tarde esse app fica ocioso e, em razão disso, pode colocá-lo em modo de hibernação durante esse período. O mesmo vale para apps de uso eventual.

Brilho de tela sob medida

Quem também terá acesso a esses novos recursos é o sistema de gerenciamento do brilho de tela. Se você optar por deixá-lo em modo automático, ele vai aprender quais são os horários e situações em que você mais precisa de brilho de tela. Nos demais momentos, a intensidade da iluminação pode ser ajustada para menos, resultando em economia.

®GOOGLE

®GOOGLE

Note que esse recurso é diferente do que existe atualmente. No Android Oreo, por exemplo, o brilho de tela pode ser adaptado de acordo com a intensidade de luz capturada pelo sensor. No Android 9.0, serão os horários e os hábitos de uso que terão prioridade em relação à luminosidade do ambiente. Gerenciando melhor o uso de energia a partir dos seus hábitos, a empresa promete que é possível obter ganhos de até 30% em relação ao consumo de energia.

A versão 9.0 do Android está prevista para ser lançada oficialmente apenas no último trimestre de 2018, mas ainda não há uma data oficial definida. Após o lançamento, cada fabricante é livre para definir quais aparelhos receberão a novidade e quando ela será disponibilizada em seus produtos.

Fonte(s): Google I/O 2018

VOCÊ TAMBÈM PODE GOSTAR
Mulher usando o celular para ajudá-la a preparar um prato.

7 apps para você aprender a cozinhar

Carregador de celular sobre uma superfície laranja.

9 cuidados para seu carregador durar mais

Mulher ouvindo música em fones de ouvido bluetooth.

Cuidados com fones de ouvido bluetooth

Mulher deitada no sofá assistindo os lançamentos da Netflix em seu tablet.

Confira os principais lançamentos da Netflix para Abril de 2024

Imagem em 3D de uma mulher em pé utilizando novas tecnologias de realidade aumentada para trabalhar.

Como as tecnologias emergentes impactam o mercado

Robô desenhando fazendo alusão à criação de imagens por meio de Inteligência Artificial.

Guia prático para criar imagens no ChatGPT

Inscreva-se na nossa

Newsletter


    Ao clicar em “enviar” a Positivo Tecnologia tratará os seus dados de acordo com a Política de Privacidade e Cookies.