Google Maps: como saber se um ônibus está lotado em tempo real

Para quem utiliza o transporte público diariamente, não há nada mais frustrante do que ter que enfrentar ônibus lotados. Em determinados horários de pico, a situação chega a ser tão complicada a ponto de alguns passageiros serem obrigados a esperar o ônibus seguinte.

Em tempo de pandemia de coronavírus, quando evitar aglomerações é uma das maneiras mais importantes de prevenção para evitar o contágio, saber antecipadamente se um ônibus está lotado ou não pode ser um diferencial em termos de qualidade de vida.

É justamente essa a proposta do mais novo recurso incorporado ao Google Maps. No último dia 17 de novembro a empresa anunciou uma função nativa do aplicativo que avisará os usuários se um ônibus está cheio ou não em tempo real.

Como saber se um ônibus está lotado em tempo real?

A tecnologia que será utilizada pelo Google Maps para informar se um ônibus está lotado ou não é similar à que o Waze utiliza para informar quais ruas estão congestionadas. Segundo o Google, o sistema é capaz de coletar informações e exibir a situação atual de um ônibus, trem ou metrô de cidades selecionadas.

Passo 1. Abra o aplicativo Google Maps.

Passo 2. Toque na opção “Ir”.

Passo 3. Em seguida, digite um endereço de destino. O sistema automaticamente define o seu local como ponto de partida, mas você também pode alterá-lo, se necessário.

Passo 4. Na barra de opções de meio de transporte, toque no símbolo de ônibus.

O sistema retornará as sugestões de rota para o caminho escolhido. Ao informar a necessidade de pegar um ônibus, tags adicionais classificam o status do transporte coletivo naquele momento. Você verá a opção “lotado” se o ônibus em questão estiver com um número de passageiros maior do que a média.

Combinando inteligência artificial e colaboração dos usuários

Para chegar até essas informações o Google combina dados de inteligência artificial com as contribuições oferecidas pelos usuários. O sistema é capaz de compreender diversas variáveis e sugerir resultados próximos à realidade, mas você também pode fazer a sua parte ajudando o algoritmo a tornar as respostas mais precisas.

Os usuários podem informar se há ou não bancos livres para se sentar, se há recursos de acessibilidade, qual a temperatura ambiente e até mesmo dados relacionados à segurança ou a espaço reservado para mulheres. Em outras palavras, você pode até ter acesso a boas informações apenas com os recursos do algoritmo, mas sua participação pode tornar a ferramenta ainda mais precisa.

Esse serviço será disponibilizado aos poucos em grandes cidades do mundo. Estados Unidos e países da Europa e da Ásia foram os primeiros a testar esse recurso. No Brasil, inicialmente as informações estarão disponíveis para as cidades de São Paulo e Rio de Janeiro, começando pelo modal metrô.

VOCÊ TAMBÈM PODE GOSTAR
Robôzinho fofo tirando foto com uma câmera antiga.

10 melhores aplicativos para editar fotos com inteligência artificial

Filme sendo exibido em uma TV que está espelhando um notebook.

Como espelhar notebook na TV?

Conceito de tecnologia e sustentabilidade da empresa Positivo com mãos segurando um planeta terra formado por circuitos eletrônicos.

Saiba como a Positivo alia tecnologia e sustentabilidade

Homem que trabalha com TI sentado diante de sua mesa com 3 monitores exibindo linhas de código de programação.

Como iniciar uma carreira em TI?

Homem e robô em uma cafeteria. O robô está mexendo no celular do homem para aumentar sua produtividade.

Como usar a IA para melhorar a produtividade?

Mulher assistindo os lançamentos da Netflix de junho de 2024 enquanto come pipoca.

Confira os principais lançamentos da Netflix para Junho de 2024

Inscreva-se na nossa

Newsletter


    Ao clicar em “enviar” a Positivo Tecnologia tratará os seus dados de acordo com a Política de Privacidade e Cookies.