WhatsApp: veja como conversar com o robô da OMS em português

A pandemia de coronavírus está causando mudanças drásticas no nosso estilo de vida. Dia após dia, enquanto o número de casos não para de crescer, organizações internacionais, governos e empresas buscam soluções para facilitar a vida da população.

A mais recente novidade no combate à Covid-19 é uma criação da Organização Mundial de Saúde (OMS). Trata-se de um chatbot integrado ao WhatsApp que oferece informações sobre o combate ao vírus. Neste artigo, vamos aprender como utilizá-lo e descobrir que tipo de informação é possível obter conversando com ele.

Como conversar com o robô da OMS no WhatsApp?

Para interagir com o robô da Organização Mundial de Saúde no WhatsApp é simples. Basta adicionar um número de telefone à sua agenda de contatos ou clicar neste link.

Passo 1. Adicione o número +41 22 501-7735 na sua agenda de contatos do telefone.

Passo 2. Depois, abra o WhatsApp e inicie uma conversa com o contato. Basta mandar um “oi”.

Se você preferir, é possível acessar o conteúdo também a partir de uma URL.

Passo 1. Clique neste link para iniciar uma conversa no WhatsApp.

Passo 2. Em seguida, você será direcionado para uma tela perguntando se deseja abrir o conteúdo no WhastApp.

Passo 3 Escolha “Abrir” e inicie uma conversa. Basta mandar um “oi”.

Quais informações o robô da OMS oferece no WhatsApp?

Uma vez que a conversa tenha sido iniciada, o robô retornará o seu “oi” com uma mensagem padrão. Trata-se de um menu no qual você pode escolher pelo número ou pelo emoji correspondente que tipo de informação deseja obter.

Bem-vindos à Organização Mundial da Saúde

Fique por dentro das informações e orientações da OMS relacionadas ao atual surto da doença causada pelo novo coronavírus (COVID-19). 

O que você gostaria de saber sobre o novo coronavírus?

Responda com um número (ou emoji) a qualquer momento para obter as informações mais recentes sobre os tópicos:

  • – Números atualizados
  • – Proteja-se
  • – Perguntas e respostas❓
  • – Fato ou fake?
  • – Orientações para viagens ️
  • – Notícias
  • – Compartilhar ⏩
  • – Doar agora
  • – Mude a língua

Conforme a sua escolha, o robô retorna com a resposta correspondente. É importante ressaltar que estas são informações oficiais, válidas para todos os países. Se você tiver dúvidas sobre um determinado assunto, é muito importante checar antes se há alguma comprovação científica do fato. Evite propagar mensagens que não correspondem à realidade.

Um exemplo: se você digitar a opção 4, terá acesso a um resumo chamado “fato ou fake”, que indica se algumas informações são verdadeiras ou falsas. A lista é atualizada constantemente. Aqui vai um resumo dos dados relacionados ao coronavírus.

  • – Pessoas de todas as idades PODEM ser infectadas pelo coronavírus. Pessoas idosas e com condições médicas pré-existentes (como doenças respiratórias, diabetes e doenças cardiovasculares) aparentam ser mais vulneráveis a desenvolver um quadro mais grave da doença. 
  • – Clima frio e neve NÃO matam o novo coronavírus.
  • – O novo coronavírus PODE ser transmitido em áreas de clima quente e úmido.
  • – O novo coronavírus NÃO é transmitido por picadas de mosquito.
  • – NÃO há evidências de que animais de estimação, como cães e gatos, possam transmitir o novo coronavírus.
  • – Tomar banhos quentes NÃO previne contra o novo coronavírus.
  • – Secadores de mãos NÃO são eficazes em matar o novo coronavírus.
  • – Luz ultravioleta NÃO deve ser usada para esterilização e pode causar irritação na pele.
  • – Scanners térmicos PODEM indicar se as pessoas estão com febre, mas NÃO podem detectar se alguém tem coronavírus.
  • – Passar álcool ou cloro em todo o corpo NÃO matará os vírus que já entraram no corpo.
  • – As vacinas contra pneumonia, como a vacina pneumocócica e a vacina contra Haemophilus influenzae tipo b (Hib), NÃO oferecem proteção contra o novo coronavírus.
  • – NÃO há evidências de que lavar o nariz regularmente com soro fisiológico proteja as pessoas contra a infecção pelo novo coronavírus.
  • – Alho faz bem para a saúde, mas NÃO há evidências de que comer alho tenha protegido as pessoas do novo coronavírus durante o surto atual.
  • – Antibióticos NÃO agem contra os vírus e são eficazes somente contra bactérias.
  • – Até o momento, NÃO existe nenhum medicamento específico e recomendado na prevenção e no tratamento da doença causada pelo novo coronavírus.

O serviço está disponível 24 horas por dia e pode ser consultado quantas vezes você quiser. Use e abuse dessas informações para se proteger e evitar a propagação do coronavírus.

VOCÊ TAMBÈM PODE GOSTAR
Bateria carregada em 3D.

Indicador de saúde da bateria pode chegar ao Android

Mulher contando segredo sobre os mitos da tecnolgia que todo mundo já caiu.

6 mitos sobre tecnologia que muita gente já caiu

Logo do Google Gemini.

Gemini: o que é e como usar a IA do Google

Teclado de um notebook em 3D com uma tecla com um ponto de interrogação, expressando a dúvida entre instalar Linux ou Windows.

Linux ou Windows: compare os recursos dos sistemas para PC

Crianças em uma sala de aula moderna e usando tecnologia.

Como a tecnologia melhora o processo de aprendizagem escolar?

Satélites em órbita ao redor da Terra.

Primeiros satélites que fornecem rede a celulares são lançados pela Starlink

Inscreva-se na nossa

Newsletter


    Ao clicar em “enviar” a Positivo Tecnologia tratará os seus dados de acordo com a Política de Privacidade e Cookies.