Positivo do seu jeito

Dicas

WhatsApp: como denunciar notícias falsas e disparos em massa

4 de outubro de 2020

por: MKT Positivo

Nas Eleições 2018 o WhatsApp esteve no centro de diversas polêmicas envolvendo o compartilhamento de notícias falsas e disparos de conteúdo em massa. Alguns especialistas acreditam que a falta de mecanismos para coibir essas práticas possam ter influenciado no resultado das eleições em algumas cidades.

Visando evitar que esse cenário se repita nas eleições para prefeito e vereador neste ano, o WhatsApp firmou uma parceria com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para combater a propagação de notícias falsas e o disparo de mensagens em massa. O acordo com órgão eleitoral inclui ações também junto ao Facebook e o Instagram.

Como denunciar notícias falsas e disparos em massa no WhatsApp

Um dos resultados da parceria é a criação de uma página por meio da qual os usuários poderão denunciar ao TSE contas de WhatsApp que possam ter feito disparos em massa. Essa prática consiste na utilização de bots que disparam uma mesma mensagem para centenas ou milhares de pessoas simultaneamente.

Caso você receba uma mensagem como essa, o procedimento é o seguinte:

Passo 1. Acesse o formulário disponível nesta página do TSE.

Passo 2. Preencha as informações conforme o solicitado:

– Nome completo;

– E-mail

– Código do país;

– Telefone;

– Estado;

– Cidade;

– Data da denúncia;

– Código do país de envio da mensagem suspeita;

– Número de origem da mensagem suspeita.

Além disso, indique se a mensagem tem alguma relação com as eleições, com a Justiça Eleitoral, com o TSE, com partidos ou com candidatos e marque uma das alternativas com a razão pela qual você acredita que a mensagem é suspeita. As opções são as seguintes:

– Recebi de um número de telefone desconhecido.

– O texto da mensagem é genérico, não é direcionado a mim.

– Recebi a mesma mensagem de vários grupos.

– Fiquei sabendo que a mensagem foi recebida por várias pessoas.

Passo 3. Se quiser, acrescente informações sobre o motivo da denúncia e clique em “Enviar”.

Os chamados “disparos em massa” são proibidos de acordo com os termos de uso do WhatsApp e, se após a análise da denúncia for comprovado que houve essa prática, a conta poderá ser banida. Já o TSE analisará os casos e poderá abrir denúncia contra os responsáveis pelas práticas ilegais, conforme as determinações da lei brasileira. As denúncias poderão ser apresentadas até o dia 19 de dezembro de 2020.

Ações também no Facebook e no Instagram

Outro resultado da parceria é uma ferramenta chamada “Megafone”. Ela servirá para mostrar alertas no Facebook sobre a organização das eleições no país ou sobre práticas de higiene e segurança como forma de proteção ao coronavírus durante as eleições.

Já no Instagram o enfoque será o incentivo à participação das mulheres na política. Imagens e vídeos relacionados ao tema serão apresentados no feed dos usuários ao longo do mês de outubro. Por fim, está prevista ainda a liberação de figurinhas (stickers) relacionados às eleições, que poderão ser utilizados tanto no Instagram quanto no WhatsApp.

CADASTRE-SE PARA FICAR POR
DENTRO DAS NOVIDADES DA POSITIVO.