Positivo do seu jeito

Positivo do seu jeito

Positivo do seu jeito

WhatsApp: pagamentos em dinheiro devem chegar ao Brasil em breve

O WhatsApp poderá ter um sistema de pagamentos em dinheiro em breve no Brasil. A informação foi obtida pelo site WABetaInfo, considerado uma das principais fontes relacionadas ao aplicativo de mensagens mais popular do mundo.

Segundo a publicação, além do Brasil, países como México, Índia e Reino Unido também devem ter o recurso habilitado em breve. O rumor surgiu na mídia exatos dois meses depois de Mark Zuckerberg, fundador do Facebook, proprietário também do serviço, afirmar que a expansão do serviço de pagamento via apps estava na pauta.

®GIPHY

Expansão lenta e gradual

Ainda em janeiro de 2019, Zuckerberg escreveu em uma postagem no Facebook: “A área de mensageiros é a que está crescendo mais rápido, e neste ano as pessoas poderão sentir esses apps se tornarem o centro da experiência social delas de muitas maneiras. Nós vamos adicionar os pagamentos via WhatsApp em mais países”, explicou.

Algumas experiências com esse tipo de serviço já estão sendo realizadas na Índia. No entanto, devido ao fato de que os trâmites bancários são distintos de um país para outro, não se trata de um modelo que simplesmente pode ser copiado e aplicado a outros países. Em cada local, é preciso fazer as adaptações necessárias.

No caso da Índia, por exemplo, há um sistema chamado United Payment Interface (UPI), que permite que os consumidores tenham um número de telefone associado à sua conta bancária para facilitar os pagamentos – algo que ainda não acontece no Brasil, por exemplo. Por aqui, há a plataforma Sistema Brasileiro de Pagamentos (SPB), mas ainda não está claro como essa integração poderia ocorrer.

No México, outro país que pode receber a novidade, especula-se que o sistema de transferência de dinheiro poderia ser associado a cartões de crédito ou débito. Contudo, ainda não se sabe quando exatamente esse recurso será disponibilizado por aqui. Algumas fontes ouvidas destacam ainda que o WhatsApp pode testar o recurso primeiro no Reino Unido e nos Estados Unidos antes que ele chegue ao Brasil e ao México.

WhatsApp: fenômeno no Brasil e no mundo

Completando 10 anos de existência em 2019, o WhatsApp é hoje uma das maiores plataformas globais de comunicação já criadas. Números de janeiro de 2018 indicam que o WhatsApp tem cerca de 1,5 bilhão de usuários ativos mensalmente.

No Brasil, segundo da Folha de São Paulo, mais de 120 milhões de usuários têm uma conta no WhatsApp e trocam mensagens constantemente. Em números gerais o aplicativo perde apenas para o próprio Facebook, que por aqui reúne cerca de 127 milhões de usuários.

Para se ter uma ideia, números do início de 2018 indicavam que 116 milhões de brasileiros acessam a internet – o que representava 65% da população com idade acima de 10 anos. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Brasil tem hoje uma população de 209 milhões de habitantes.

Trata-se, portanto, de um mercado com potencial enorme para o WhatsApp que, acrescentando mais esse serviço às suas funcionalidades, poderia ampliar ainda mais a sua influência no dia a dia da população do país. E aí, você gostaria de ver essa iniciativa funcionando em breve por aqui?

Fonte: Mark Zuckerberg | Facebook, WABeta Info | Twitter, Nearshore Americas, WhatsApp Blog e Folha de S.Paulo

VOCÊ TAMBÈM PODE GOSTAR
foto-do-sol-em-altissima-qualidade-divulgada-pela-ESA

Agência Espacial Europeia divulga foto do Sol em altíssima qualidade

logotipo-3d-do-instagram-em-fundo-roxo

Instagram: 4 apps para baixar vídeos da rede social

familia-assistindo-lancamentos-da-netflix

Veja os principais lançamentos da Netflix para maio de 2022

celular-com-tiktok-aberto-em-cima-de-teclado-de-computador

5 recursos escondidos do TikTok que você não conhecia

mulher-sentada-com-notebook-no-colo-se-inscrevendo-para-o-bbb23

BBB23: como se inscrever para participar do reality show

icone-do-app-google-fotos-no-menu-do-celular

Google Fotos: como apagar arquivos na Lixeira

Inscreva-se na nossa

Newsletter