Uma das preocupações dos gestores de TI é a melhoria da infraestrutura com o melhor custo-benefício. Muitas vezes, o último aspecto pensado é o sistema operacional para a empresa, mas esse é um dos pontos mais importantes.

Atualmente, há uma grande diversidade de opções no mercado — todos com suas vantagens e desvantagens. A questão é: qual é o melhor? A resposta passa pelos aspectos analisados neste post.

Assim, você poderá decidir qual dos três SOs mais comuns — Windows, Linux e Mac — é o ideal para o seu negócio. Então, que tal conferir os critérios? Acompanhe!

Conheça as necessidades de sistema operacional para a sua empresa

A escolha do SO para a sua empresa depende primeiramente das necessidades organizacionais. É preciso que ele seja capaz de suportar os projetos executados e rode de maneira adequada, a fim de evitar paradas ou problemas para a produtividade dos colaboradores.

Tenha em mente que o sistema operacional é o software mais importante que roda nos computadores da sua empresa. Afinal, é ele que gerencia os processos, a memória e outros componentes e soluções.

Nesse contexto, é fundamental contar com um SO que ofereça segurança e confiabilidade. Além disso, o sistema deve contar com um conjunto de características que permitam flexibilizar a escalabilidade das demandas. A interface precisa contar com vários recursos e ser fácil de manusear, tanto pelos usuários quanto pela equipe de TI.

O Windows atende a todos esses requisitos. A versão mais recente, a 10, é uma das mais seguras do mercado. Esse SO é muito usado no mundo todo. Pesquisas apontam que o percentual chega era de aproximadamente 75% em agosto de 2018. No mesmo período, o Linux tinha 6,1% e o Mac 9,9%.

Os motivos que justificam a preferência são variados. O acesso a suporte e softwares é bastante amplo. Para os profissionais da TI, as versões mais recentes do Windows trazem um grande número de ferramentas de gerenciamento, que podem ser usadas de acordo com a política estabelecida pela empresa.

Já o Linux é um SO totalmente gratuito. É seguro, porque menos malwares são fabricados para rodar nesse ambiente. Outro benefício é sua adaptabilidade. No entanto, a interface tem um layout um pouco mais complicado, que nem todos sabem como utilizar com eficiência.

Por fim, o Mac é uma opção mais cara e que só pode ser executada em computadores da marca Apple. Portanto, se escolher essa alternativa, prepare-se para desembolsar uma quantia significável. Você também terá dificuldades para encontrar suporte técnico de qualidade — que nem sempre estará disponível quando necessário.

Lembre-se da interoperabilidade

O segundo aspecto a analisar é a interoperabilidade do sistema. Esse é um quesito realmente importante, porque a maioria dos servidores está em Linux. Mas o que esse conceito realmente significa?

O termo se refere a situações em que há a implementação de diferentes SOs ou plataformas, que atuam conjuntamente e precisam se comunicar de maneira segura e eficiente. A ideia é, portanto, garantir a heterogeneidade sem causar prejuízos.

Agora, você deve estar pensando: se os servidores são em Linux, esse é o melhor sistema operacional para a minha empresa? Na verdade, não. O Windows é o melhor nesse quesito, porque assegura uma integração eficiente. A Microsoft, inclusive, tem melhorado a interoperabilidade por meio de tecnologias mais flexíveis e com maior potencial de integração.

A experiência dos programadores também foi considerada nessas mudanças. Foram desenvolvidas extensões, realizadas algumas parcerias e acrescentadas diferentes funcionalidades.

É importante destacar que o Windows também pode ser usado para hospedagem, mas é mais indicado para scripts em ASP ou ASP.NET e para banco de dados em Access ou SQL. Já o Linux é recomendado para PHP, Ruby, Python, Pear e CGI, além de database MySQL.

A vantagem do Windows é ter uma interface mais amigável ao usuário e contar com um centro de apoio técnico. As atualizações frequentes solucionam bugs e falhas de segurança. Outro ponto fundamental é a busca por profissionais capacitados. Há menos pessoas capazes de trabalhar com Linux.

Por isso, mesmo que esse SO seja mais veloz em algumas situações, suas vantagens só serão efetivamente aproveitadas se a equipe técnica for capaz de identificar problemas e monitorar o andamento das atividades. Com o Windows, há menos chance de isso ocorrer.

Em relação ao Mac, a interoperabilidade é praticamente inexistente. É difícil trabalhar com esse sistema em âmbito corporativo — e isso pode se tornar um grande problema em médio e longo prazo.

Portanto, fica claro que o Windows ganha novamente. Ele permite uma boa integração, oferece segurança e é constantemente aperfeiçoado. Todos bons motivos para você escolher essa alternativa. Mas ainda tem outro quesito a analisar.

Considere as opções de licenciamento corporativo

licenciamento tem relação com os gastos para manter o SO na sua empresa. Já citamos que o Mac é o mais caro e exige equipamentos específicos, que se tornam custosos com o passar do tempo devido ao problema de manutenção e suporte técnico.

O Linux é código aberto, portanto, gratuito. O que resta é entender o Windows, que pode oferece bom custo-benefício, especialmente se você escolher a versão 10 Pro, que é voltada para o segmento corporativo. Nela, você vai encontrar mais recursos de segurança, controle ampliado e dispositivos inovadores e robustos. Com isso, há um aumento da produtividade da equipe.

O Windows 10 já é bastante utilizado no mundo todo. Informações divulgadas no Canaltech evidenciam que são mais de 200 milhões de dispositivos com esse sistema operacional. A quantidade de recursos disponíveis é bastante significativa e permite, por exemplo, que a equipe de TI:

  • desligue as notificações para atualização;
  • acione o Windows Hello, uma alternativa para as senhas que privilegia a mobilidade corporativa por meio do uso de PIN, biometria ou dispositivo complementar;
  • ative o BitLocker para proteger as informações contra acessos não autorizados e garantir os requisitos de conformidade;
  • utilize a proteção de informações do Windows, que evita vazamentos de dados e restringe o acesso de usuários e aplicativos a partir das políticas predefinidas.

Em suma, esses aspectos contribuem para escolher o melhor sistema operacional para a empresa. Em todos os quesitos, o Windows se destaca, principalmente porque você pode contar com o suporte técnico de empresas brasileiras, como a Positivo Tecnologia.

O resultado é o acesso a um SO confiável e seguro, com uma equipe técnica disposta e pronta a resolver os problemas do seu negócio.

Gostou da proposta? Então, conheça nossos serviços e entenda como podemos ajudar sua empresa a alavancar os resultados. É só entrar em contato com a nossa equipe!

Autor

Escreva um comentário

CADASTRE-SE PARA FICAR POR
DENTRO DAS NOVIDADES DA POSITIVO.

Share This