Como renomear arquivos em massa no Windows 10

Para quem costuma descarregar muitos materiais no PC, como fotos e vídeos, renomear arquivos em grande quantidade é uma tarefa que toma um bom tempo. Porém, há como renomear arquivos em massa no Windows 10 de uma forma muito mais simples.

A Microsoft conta com uma plataforma open source chamada PowerToy. Até então, havia apenas duas funcionalidades nesse aplicativo: FancyZones e Shortcut Guide. Porém, uma terceira função liberada recentemente, chamada PowerRename, é uma das mais interessantes de todas – e é a que usaremos para esse tutorial.

Renomeando arquivos em massa no Windows 10

Para realizar esse tipo de trabalho não é possível contar com o Explorador de Arquivos. A melhor solução é fazer o download do PowerToys, ferramenta disponível no GitHub. Ao baixar o PowerRename, os outros dois arquivos que compõem o pacote vêm juntos.

Passo 1. Baixe e instale a versão mais recente no PowerToys.]

Passo 2. Vamos supor que você tenha 10 arquivos chamados “impossible-001”, “impossible-002”, “impossible-003”, e assim por diante, e deseja renomeá-los para “impossível-001”, etc.

Passo 3. Agora, abra o Explorador de Arquivos do Windows 10 e selecione quais arquivos você deseja renomear.

Passo 4. Em seguida, clique com o botão direito do mouse e escolha “PowerRename” no menu de contexto que será aberto.

Passo 5. Na caixa de diálogo que será aberta, digite o nome da palavra que deseja mudar em “Search for” e a nova palavra em “Replace with”.

Passo 6. Por fim, clique em “Rename”.

Todas as alterações serão aplicadas de forma automática. Simples, rápido e prático, não é mesmo?

O que é o GitHub e o que você pode aprender com ele?

Criado há mais de uma década, o GitHub é um site que hospeda os mais diversos tipos de códigos-fonte para que programadores do mundo todo possam tirar proveito de versões open source de aplicativos. Atualmente, o serviço conta com mais de 36 milhões de usuários ativos, sejam eles vinculados a projetos pessoais ou comerciais.

Grandes empresas como Microsoft, Google ou Word também se utilizam dos códigos que estão na plataforma, assim como contribuem adicionando novos conteúdos. Em junho de 2018 a Microsoft anunciou a aquisição do serviço por US$ 7,5 bilhões. A empresa, por intermédio do seu CEO Satya Nadella, prometeu manter os moldes do serviço consolidado entre os desenvolvedores.

Se você é programador, em qualquer linguagem, ou pretende ser, vale muito a pena acessar a plataforma e conhecer os inúmeros projetos que estão disponíveis por lá. Os códigos podem ser incorporados aos seus sem custo nenhum. Além disso, por meio dos fóruns, desenvolvedores de todo o mundo trocam ideias e ajudam uns aos outros.

O GitHub foi desenvolvido pelo quarteto Chris Wanstrath, J. Hyett, Tom Preston-Werner e Scott Chacon usando Ruby on Rails, e começou a operar em fevereiro de 2008. A empresa, GitHub, Inc., existe desde 2007 e está localizada em São Francisco.

VOCÊ TAMBÈM PODE GOSTAR
Bateria carregada em 3D.

Indicador de saúde da bateria pode chegar ao Android

Mulher contando segredo sobre os mitos da tecnolgia que todo mundo já caiu.

6 mitos sobre tecnologia que muita gente já caiu

Logo do Google Gemini.

Gemini: o que é e como usar a IA do Google

Teclado de um notebook em 3D com uma tecla com um ponto de interrogação, expressando a dúvida entre instalar Linux ou Windows.

Linux ou Windows: compare os recursos dos sistemas para PC

Crianças em uma sala de aula moderna e usando tecnologia.

Como a tecnologia melhora o processo de aprendizagem escolar?

Satélites em órbita ao redor da Terra.

Primeiros satélites que fornecem rede a celulares são lançados pela Starlink

Inscreva-se na nossa

Newsletter


    Ao clicar em “enviar” a Positivo Tecnologia tratará os seus dados de acordo com a Política de Privacidade e Cookies.