Positivo do seu jeito

Dicas

Como renomear arquivos em massa no Windows 10

25 de Janeiro de 2020

por: MKT Positivo

Para quem costuma descarregar muitos materiais no PC, como fotos e vídeos, renomear arquivos em grande quantidade é uma tarefa que toma um bom tempo. Porém, há como renomear arquivos em massa no Windows 10 de uma forma muito mais simples.

A Microsoft conta com uma plataforma open source chamada PowerToy. Até então, havia apenas duas funcionalidades nesse aplicativo: FancyZones e Shortcut Guide. Porém, uma terceira função liberada recentemente, chamada PowerRename, é uma das mais interessantes de todas – e é a que usaremos para esse tutorial.

Renomeando arquivos em massa no Windows 10

Para realizar esse tipo de trabalho não é possível contar com o Explorador de Arquivos. A melhor solução é fazer o download do PowerToys, ferramenta disponível no GitHub. Ao baixar o PowerRename, os outros dois arquivos que compõem o pacote vêm juntos.

Passo 1. Baixe e instale a versão mais recente no PowerToys.]

Passo 2. Vamos supor que você tenha 10 arquivos chamados “impossible-001”, “impossible-002”, “impossible-003”, e assim por diante, e deseja renomeá-los para “impossível-001”, etc.

Passo 3. Agora, abra o Explorador de Arquivos do Windows 10 e selecione quais arquivos você deseja renomear.

Passo 4. Em seguida, clique com o botão direito do mouse e escolha “PowerRename” no menu de contexto que será aberto.

Passo 5. Na caixa de diálogo que será aberta, digite o nome da palavra que deseja mudar em “Search for” e a nova palavra em “Replace with”.

Passo 6. Por fim, clique em “Rename”.

Todas as alterações serão aplicadas de forma automática. Simples, rápido e prático, não é mesmo?

O que é o GitHub e o que você pode aprender com ele?

Criado há mais de uma década, o GitHub é um site que hospeda os mais diversos tipos de códigos-fonte para que programadores do mundo todo possam tirar proveito de versões open source de aplicativos. Atualmente, o serviço conta com mais de 36 milhões de usuários ativos, sejam eles vinculados a projetos pessoais ou comerciais.

Grandes empresas como Microsoft, Google ou Word também se utilizam dos códigos que estão na plataforma, assim como contribuem adicionando novos conteúdos. Em junho de 2018 a Microsoft anunciou a aquisição do serviço por US$ 7,5 bilhões. A empresa, por intermédio do seu CEO Satya Nadella, prometeu manter os moldes do serviço consolidado entre os desenvolvedores.

Se você é programador, em qualquer linguagem, ou pretende ser, vale muito a pena acessar a plataforma e conhecer os inúmeros projetos que estão disponíveis por lá. Os códigos podem ser incorporados aos seus sem custo nenhum. Além disso, por meio dos fóruns, desenvolvedores de todo o mundo trocam ideias e ajudam uns aos outros.

O GitHub foi desenvolvido pelo quarteto Chris Wanstrath, J. Hyett, Tom Preston-Werner e Scott Chacon usando Ruby on Rails, e começou a operar em fevereiro de 2008. A empresa, GitHub, Inc., existe desde 2007 e está localizada em São Francisco.

CADASTRE-SE PARA FICAR POR
DENTRO DAS NOVIDADES DA POSITIVO.