Positivo do seu jeito

+ Positivo

Positivo Tecnologia se mobiliza para salvar vidas no combate à Covid-19

10 de Abril de 2020

por: MKT Positivo

A Positivo Tecnologia é uma das empresas nacionais que está direcionando os seus esforços para auxiliar no combate à Covid-19. A “gigante brasileira”, como foi referida pelo então ministro da Saúde, Luiz Mandetta, emprestará a sua capacidade produtiva para a fabricação de ventiladores pulmonares.

Os respiradores mecânicos são considerados indispensáveis no tratamento de pacientes graves com coronavírus, que apresentam dificuldades respiratórias. A expectativa é que 6,5 mil unidades sejam fabricadas nos próximos 90 dias, sendo que 2 mil delas devem ser entregues ainda no mês de abril.

Esforço coletivo para salvar vidas

Positivo tecnologia

Devido à alta demanda desse tipo de equipamento em todo o mundo, atender as necessidades dos leitos hospitalares brasileiros em tempo recorde se tornou um grande desafio.

“Iniciamos uma ação há cerca de 45 dias, que é extremamente complexa, que é fazer com que a indústria nacional dispare uma produção em tempo reduzido. Temos quatro empresas que produziam esses equipamentos em uma pequena quantidade e, juntos, conseguimos ampliar esta produção”, comemorou o então ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta.

A Covid-19, doença que já vitimou mais de 95 mil pessoas em todo o mundo em 2020, pode apresentar como complicação a pneumonia, que produz um processo inflamatório atingindo os pulmões de forma severa.

Neste quadro, os pacientes não conseguem respirar sozinhos e, assim, necessitam de suporte ventilatório. Portanto, o respirador mecânico, ou ventilador, é fundamental para tratar casos graves e gravíssimos da doença. Normalmente, esses equipamentos estão disponíveis em leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTI).

Desafio é aumentar a capacidade da rede hospitalar

Segundo informações do Ministério da Saúde, atualmente o país conta com pouco mais de 65 mil respiradores, sendo que cerca de 46 mil estão disponíveis nas unidades de saúde do SUS. O número é considerado insuficiente casos as projeções de contágio feitas por especialistas se confirmem.

“Devido ao contexto global, há um desafio enorme para viabilizar a fabricação de ventiladores pulmonares em tempo recorde. Por isso estamos trabalhando fortemente para vencer os desafios de conseguir ou desenvolver componentes indispensáveis para produção de equipamentos tão importantes para salvar vidas”, acrescenta Hélio Rotenberg, presidente da Positivo Tecnologia.

Ele destaca ainda que empresa está disponibilizando equipes no Brasil e na Ásia para atuar, principalmente, na importação de componentes e agilizar a entrega dos ventiladores pulmonares.

A parceria com produtores brasileiros começa com 6,5 mil respiradores, sendo 5.760 ventiladores de transporte e emergência (aparelho de ventilação pulmonar para reanimação basead) e 740 ventiladores pulmonares eletrônicos neonatal pediátrico e adulto (Oxymag).

Além da Positivo Tecnologia, as companhias Suzano, Klabin, Flex, Embraer, Fiat Chrysler Automóveis e White Martins também apoiam a fabricante Magnamed no projeto de aumentar a capacidade de produção de ventiladores pulmonares em tempo recorde. O objetivo é atender à demanda do Ministério da Saúde por 6.500 unidades desses equipamentos essenciais no tratamento de pacientes com sintomas graves da Covid-19.

Fonte: Ministério da Saúde

VEJA MAIS

CADASTRE-SE PARA FICAR POR
DENTRO DAS NOVIDADES DA POSITIVO.