A revolução tecnológica pela qual estamos passando está modificando profundamente a forma como as organizações gerenciam seus recursos de TI.

E se softwares inovadores surgem a todo momento, as soluções de hardware não ficam para trás. Afinal, com a chegada do computador All in One, processamento e mobilidade foram elevados para um novo patamar.

Porém, após décadas de uso dos desktops tradicionais — e com os notebooks como alternativas para quem se desloca com frequência —, muitas empresas ainda têm dúvidas sobre o funcionamento desse novo dispositivo. Afinal, vale mesmo a pena?

Para esclarecer definitivamente essa questão, criamos este post com tudo o que você precisa saber sobre o assunto — do impacto causado nos negócios às características técnicas do All in One. Confira!

Vantagens competitivas do computador All in One

A popularização dos computadores causou, em poucos anos, uma revolução completa nas empresas. Posteriormente, com a chegada dos notebooks, o mundo corporativo deu um passo adiante, otimizando o trabalho de quem se desloca constantemente e precisa de acesso ao mundo digital.

Porém, um grande desafio se manteve, mesmo com a progressiva evolução de hardwares e softwares: suas dimensões físicas.

O All in One surgiu para resolver definitivamente esse problema. Com um hardware extremamente compacto e sistemas de HD e processamento poderosos, ele vem deixando de ser uma novidade e se transformando em protagonista no mercado.

E os motivos não são difíceis de entender: além da praticidade que ele oferece para o usuário, o All in One traz vantagens competitivas extremamente importantes para as empresas que o adotam. Para entender como isso ocorre, destacaremos a seguir as principais.

Melhorias em infraestrutura de TI

Para começar, o All in One representa o que há de mais avançado no quesito hardware. Suas dimensões totais são bem menores que a de um desktop tradicional, o que o torna muito mais fácil de montar — afinal, é “tudo em um”. Basta conectar mouse e teclado, ligar o dispositivo na tomada e pronto!

A placa com o HD e os demais componentes é totalmente integrada com o monitor, estando posicionada atrás da tela. O resultado é um design sofisticado e ultrafino, com uma haste para apoiá-lo na mesa ou fixá-lo em outro tipo de superfície.

As dimensões da tela e o desempenho do hardware, é importante ressaltar, não são comprometidos por essas características.

Um segundo ponto de extrema importância é que essa simplificação leva a uma otimização gigantesca do espaço, melhorando a infraestrutura de TI.

A época dos fios emaranhados está ficando para trás e as mesas dos profissionais de sua empresa se tornam mais organizadas, já que não terão mais aquele gabinete enorme ocupando boa parte do espaço.

Em geral, a mesa terá apenas os cabos do teclado e do mouse — além, é claro, do cabo de força ligado à tomada. Para completar, todas as conexões estão ao alcance das mãos, sem a necessidade de mover a mesa ou encontrar aquele plugue escondido embaixo do aparelho — o All in One foi desenvolvido com o intuito de oferecer máxima praticidade ao usuário.

E os benefícios não param por aí!

Redução de custo

Não há como considerar grandes mudanças em uma empresa sem analisar primeiro os impactos financeiros que isso trará. É natural se questionar, ao optar por um novo tipo de computador, se as necessidades básicas da sua empresa serão atendidas e, ao mesmo tempo, se uma otimização não vai trazer gastos acima do que cabe no orçamento.

Nesse sentido, o uso do computador All in One é uma excelente estratégia de negócios, já que resulta em uma redução de custos significativa. Em primeiro lugar, o próprio dispositivo pode sair muito mais em conta do que um notebook de última geração com especificações técnicas similares.

Além disso, a infraestrutura da empresa, como explicamos anteriormente, é simplificada, eliminando gastos no escritório e no próprio armazenamento de eventuais computadores em estoque. Não há mais a necessidade de amontoar gabinetes e caixas de periféricos em um estoque, já que tudo está embutido em uma peça única.

Não é à toa que a procura pelo All in One cresce a cada dia — alto desempenho aliado a baixo custo é um diferencial importante para empresas que buscam formas de abrir espaço para investimentos em TI. Estamos falando do melhor custo-benefício do mercado.

Personalização de acordo com o usuário

Tanto em questão de software e hardware (sistemas operacionais e capacidade de processamento, respectivamente) quanto de periféricos, o All in One é mais personalizável que outros modelos de computador. Isso significa que não é preciso gastar mais com configurações específicas para cada colaborador da sua empresa, de acordo com sua função: o All in One atende as necessidades de todos eles.

Suas configurações básicas foram pensadas para evitar que sua empresa, ao comprar o equipamento, já sofra com a necessidade de expandir a memória, trocar o processador, investir em mais HD etc.

No caso dos gabinetes, essa é uma prática muito comum — o alto preço de bons computadores faz com que as empresas comprem modelos mais simples e substituam diversos componentes.

O All in One visa garantir o melhor custo-benefício possível para o investimento da sua empresa. Com as configurações iniciais, a maioria dos funcionários pode trabalhar com tranquilidade.

Já no caso de funções específicas, nas quais o profissional precisa de mais poder de hardware, basta verificar outras opções de All in One com configurações avançadas.

Para complementar, o modelo atende uma importante demanda do mundo corporativo atual: a mobilidade. Além do uso tradicional em mesas de escritório, ele pode ser facilmente transportado para outros locais ou mesmo ser fixado na parede para videoconferências.

Economia de energia

O consumo de energia do All in One é significativamente menor do que o dos modelos comuns. Com sistemas de processamento e refrigeração extremamente compactos, seu desempenho permite reduzir os gastos com eletricidade — principalmente em grandes empresas, onde muitos computadores se mantêm ligados constantemente.

Facilidade de limpeza

Outro benefício ligado diretamente ao design compacto do All in One é a facilidade de limpeza. Todo profissional da área de TI sabe que esse é um ponto fundamental, mas que costuma ser ignorado na hora da compra.

Desktops tradicionais acumulam enormes quantidades de sujeira na parte interna. Isso faz com que, eventualmente, o desempenho do cooler seja prejudicado, pois os resíduos desaceleram as hélices. Consequentemente, a refrigeração passa a não ser suficiente, permitindo o superaquecimento do processador, HD e outros componentes.

O formato compacto do All in One mantém seu interior mais protegido contra as partículas de sujeira, além de facilitar a limpeza da superfície na qual ele é mantido. Com uma placa extremamente compacta e a distribuição otimizada dos circuitos, tratar o aquecimento se torna muito mais fácil.

Assim, a equipe de TI deixa de lado a velha necessidade de abrir constantemente todos os computadores, um a um, para fazer uma cuidadosa limpeza interna.

Possibilidade de usar diferentes sistemas operacionais

Muitos profissionais se sentiam inseguros com a ideia de trocar de equipamento devido às necessidades específicas de sistema operacional e demais softwares. Entretanto, esse não é um problema para o usuário do All in One, já que ele permite a utilização tanto de Windows quanto de Linux.

Como destacamos anteriormente, isso faz com que o All in One atenda as necessidades de diferentes profissionais dos mais variados setores. E se você ainda tem alguma dúvida em relação ao desempenho, veja a seguir o que esse modelo tem a oferecer em relação a processadores.

Capacidade de processamento

Falamos acima sobre o fator custo-benefício, que faz do computador All in One uma tendência forte para o futuro das empresas. Entretanto, quando um profissional de TI quer avaliar uma máquina com mais profundidade, ele vai direto às especificações técnicas do processador. Nesse caso, o All in One continua entregando aquilo que promete: alto desempenho.

Em geral, é possível encontrar opções de processadores Intel® Dual Core, i3 ou mesmo i5. Isso faz com que o All in One seja muito requisitado por profissionais com necessidade de alta performance.

Exceto por modelos customizados, o All in One não perde para os computadores tradicionais em capacidade de processamento, ainda que sua escalabilidade seja um tanto limitada, devido à placa integrada.

Além disso, um profissional que opta por um All in One com as configurações adequadas para executar seus programas dificilmente precisará fazer alterações tão cedo.

Diferenças entre All in One, PC tradicional e notebook

Outra maneira interessante de avaliar se o All in One é uma boa pedida para sua empresa é comparando-o com os PCs tradicionais e notebooks disponíveis no mercado.

Sabemos, para começar, que a disputa entre os dois modelos mais antigos geralmente colocava o PC como uma boa opção para quem precisa de alta performance e o notebook como alternativa para aqueles que precisam de mobilidade.

Como você pôde perceber nos tópicos anteriores, essa relação se tornou mais abstrata com a chegada do All in One, já que ele une boa parte dos dois mundos — tendendo para o melhor de cada um deles. Por isso, faremos aqui uma comparação entre os três modelos de computador com base nas necessidades do usuário profissional.

Mobilidade

No quesito mobilidade, o All in One pode não ter o mesmo nível de praticidade do notebook, mas certamente é um equipamento de fácil movimentação — dentro do escritório ou mesmo externamente.

Com HD, processador e demais componentes unidos em uma placa unificada dentro do monitor (que é bem fino), basta desconectar mouse e teclado para transportá-lo. Trata-se de um híbrido de PC com notebook.

É preciso ressaltar que cada vez mais a mobilidade tem desempenhado um papel fundamental na eficiência operacional das organizações. Cada vez menos profissionais podem se dar ao luxo de manter todo o trabalho armazenado em um gabinete de difícil movimentação, cheio de cabos e preso à mesa.

Além disso, o notebook pode ser nota 10 no quesito transporte, mas certamente deixa boa parte dos profissionais — em TI, a maioria deles — com a pulga atrás da orelha, devido às suas limitações técnicas. Em geral, um notebook com desempenho similar a um PC ou All in One custa muito mais caro, tornando o investimento inviável.

Dimensões da tela

Muitos profissionais, principalmente os que manipulam softwares de edição e multimídia, dependem tanto das dimensões da tela quanto da capacidade de processamento do computador. Por isso, acabam mantendo a preferência pelo computador desktop frente ao notebook, já que há menos limitações para esse periférico. O All in One veio para mudar isso.

A Positivo, por exemplo, dispõe de um modelo All in One com tela de 23,6″, absolutamente maior do que as 14″ ou 17″ disponíveis na maioria dos notebooks.

Armazenamento

Assim como no quesito processamento, o All in One não deixa a desejar em espaço interno. A única situação na qual o desktop tradicional tende a levar alguma vantagem é na capacidade de expansão para armazenamento de volumes gigantescos de dados. Ainda assim, essa é uma situação que vem se tornando menos frequente.

Com a transformação digital, uma tendência que se fortalece é o uso da nuvem como parte da estratégia de TI das empresas. Em vez de investir pesado em hardwares para expansão do armazenamento interno — que traz custo de manutenção e de backup —, os setores de TI terceirizam o serviço para a nuvem.

Assim, as despesas são menores e os bancos de dados podem ser acessados de qualquer lugar, bastando ter uma conexão com a rede e autorização para logar no sistema. Cada vez mais, o fator processamento assume o protagonismo nos hardwares corporativos, tornando o armazenamento uma questão secundária.

Para quem não abre mão mesmo dessa característica, modelos como os All in One Positivo oferecem HD de até 1 TB de espaço interno — é armazenamento de sobra para a grande maioria dos usuários.

Custo

O custo de um notebook é sem dúvidas o maior entre os modelos de computador. Por sua vez, o valor total para montar um PC com gabinete, monitor e teclado é bastante variável. O ponto é que, na prática, é possível reunir um conjunto por um preço barato — mas cuja qualidade não será tão alta.

Um PC com configurações avançadas, por outro lado, é bem oneroso. Em geral, é preciso trilhar os passos que detalhamos anteriormente: comprar um gabinete e substituir diversas partes (processador, HD etc). Muitas vezes, a própria carcaça de metal tende a superaquecer os componentes e precisa ser substituída.

O grande diferencial do All in One, nesse sentido, é o baixo custo em troca de um produto de qualidade, com configurações satisfatórias para cada nível de usuário. Com um único investimento, sua empresa coloca o equipamento para funcionar e deixa de se preocupar com adaptações e improvisos.

Porém, isso traz consigo a necessidade de certos cuidados na hora da escolha.

Critérios para escolher um fornecedor de confiança

Os computadores All in One estão ganhando espaço no mercado rapidamente, graças a uma série de fatores que já discutimos aqui. Entretanto, isso faz com que as opções no mercado sejam muitas. Portanto, é preciso estar atento na hora da escolha do fornecedor.

Para começar, busque uma empresa de renome. O mercado está cheio de novidades tecnológicas, mas nem sempre os fornecedores são capazes de dar alguma garantia de qualidade.

Optar por uma marca já consolidada no mercado é a melhor alternativa. Afinal, além do renome e da experiência, esses fornecedores já conhecem as necessidades do usuário corporativo e são capazes de atender com eficiência.

Muitas vezes, fornecedores iniciantes ou desconhecidos oferecem produtos por preços extremamente baixos, o que deve ligar em você um sinal de alerta! Mesmo que de alguma forma o projeto do All in One seja de qualidade, não há uma verdadeira garantia de confiança. O que nos leva também ao segundo ponto.

O suporte técnico é fundamental. Adquirir um All in One para uma empresa é um investimento que não deve ter seu retorno ancorado apenas na reputação da empresa — apesar da importância disso. O fornecedor deve garantir suporte completo, em diferentes canais de atendimento.

Mesmo que a inovação tecnológica faça do All in One uma das melhores opções do mercado, é impossível afirmar que um produto jamais apresentará problemas.

Por isso, o suporte técnico deve estar sempre à disposição, tanto na internet quanto por telefone e outros meios de comunicação. Essas informações podem ser encontradas no site da empresa, antes mesmo da compra.

Por fim, dê atenção especial à variedade de modelos disponível. O ideal é que o fornecedor ofereça soluções customizadas para atender diferentes tipos de usuário, como detalhamos anteriormente. Isso permite que sua empresa analise as necessidades de cada função e cargo para optar pelo modelo mais adequado.

E não se esqueça de verificar as avaliações dos usuários e comparar preços e configurações. Com essas dicas, é possível encontrar um fornecedor de confiança e adquirir equipamentos que não vai deixar sua empresa na mão.

Por falar em qualidade, um dos computadores All in One de maior destaque no mercado atual é o Positivo. Para entender o porquê, faremos a seguir uma breve análise do modelo, destacando seus diferenciais.

All in One Positivo: review do computador

A Positivo traz em suas linhas All in One os componentes mais recentes da Intel®, além de diversas facilidades para o usuário. Seus modelos têm uma combinação interessante: tecnologia de ponta nos hardwares e design inovador. Logo de cara, eles já chamam a atenção pela beleza da parte externa.

Podemos tomar como base o All in One Positivo US8565. Para começar, ele vem com tela de LED de 23,6″ widescreen de alta definição com webcam integrada — cujas dimensões (1920 × 1080) são maiores do que as dos notebooks e adequadas para a grande maioria dos profissionais, além de contar com a tecnologia de super ângulo de visão.

O processador é um Intel® Core™ i5 (5200U) 2,7 GHz com 3 MB de cache. Atualmente, a maioria das empresas opta pelo i5 ou mesmo pelo i3, dada a eficiência de ambos os modelos. A memória RAM é de 4 GB (DDR3L) e suporta a expansão para até 8 GB. O chipset é SoC, com as funcionalidades integradas ao processador.

O HD é de 1 TB (SATA2), ideal para usuários corporativos que utilizam a nuvem mas, ainda assim, preferem ter um bom espaço disponível internamente para rodar certas aplicações locais. As conexões de rede podem ser feitas por Wi-Fi ou cabo (até 1000 Mbps Gigabit Ethernet).

O sistema operacional é o Windows 10 Home, escolha comum entre profissionais de TI, dada sua versatilidade e bom desempenho. Ainda assim, a Positivo indica um upgrade para o Windows 10 Pro para quem busca uma performance ainda melhor.

Um ponto que chama a atenção é a disponibilidade de 1 porta HDMI e 6 USBs, sendo 4 traseiras (USB 2.0) e 2 laterais (USB 2.0 e USB 3.0). Em geral, usuários de notebook sofrem mais com a ausência dessas entradas, um problema que quem opta pelo All in One Positivo não tem.

Para completar, a máquina é acompanhada por um mouse óptico e um teclado, ambos com saída USB. O produto, assim como outros modelos All in One Positivo, se destaca pela alta performance por um preço extremamente acessível, muito abaixo dos cobrados por notebooks.

Além disso, o suporte é um diferencial único — a Positivo está presente em diferentes canais de atendimento e tem know-how para atender empresas de forma personalizada.

São notáveis a facilidade de instalação e a versatilidade do All in One, que se encaixa bem em qualquer escritório e tem ótimo desempenho, não deixando a desejar mesmo frente a PCs de alta performance.

Como você pode ver, o computador All in One é uma tendência bastante forte. É provável que, em breve, eles se tornem tão presentes nas empresas quanto notebooks e PCs — um processo que já vem ocorrendo.

Faça uma cotação de computadores no mercado para comparar desempenho e benefícios. Certamente, ele pode ajudar sua empresa a tirar melhor proveito dos seus recursos (e da infraestrutura) de TI!

Se quer conhecer mais a fundo os modelos All in One da Positivo, entre já em contato conosco! Nossos consultores podem ajudá-lo a encontrar a melhor opção para as necessidades específicas da sua empresa!

Escreva um comentário

CADASTRE-SE PARA FICAR POR
DENTRO DAS NOVIDADES DA POSITIVO.

Share This