Lâmpada incandescente, relógio de corda, disquetes, aparelhos de fax — essas e outras tecnologias, hoje obsoletas, já foram um verdadeiro destaque no mercado. Mas sabe qual é a principal lição delas para o mundo dos negócios? A resposta é simples: não é possível parar no tempo. A inovação digital é constante, e as empresas precisam não só se adaptar, mas sair à frente e ocupar a dianteira dessas transformações.

Então, quais são os impactos desse movimento no ambiente empresarial? É exatamente isso que discutiremos neste post. Vamos falar um pouco desse conceito e, principalmente, o que as empresas precisam fazer para se ajustarem aos novos tempos. Confira!

A crescente inovação digital

Basta olhar ao nosso redor para perceber como nossa forma de realizar as tarefas diárias mudou. As filas quilométricas e demoradas dos bancos foram substituídas por aplicativos. Os cheques perderam lugar para formas de pagamento eletrônicas. As fintechs não só estão conquistando espaço no mercado, como também obrigando instituições sólidas a rever seus modelos de negócio e estratégias.

Falamos de alguns exemplos do setor financeiro porque eles estão presentes na vida de todas as pessoas. No entanto, a disrupção digital está presente em todos os aspectos do nosso dia a dia. Ela está revolucionando o chão das fábricas com a indústria 4.0 e viabilizando a economia compartilhada, entre muitos exemplos.

Portanto, o que hoje se discute no mercado não é se a inovação tecnológica vai ou não ocorrer. Ela já está acontecendo e se tornando cada vez mais vertiginosa. Por alguns séculos, as máquinas ocuparam uma função operacional nas organizações. Hoje, ferramentas de Business Intelligence (BI) e Big Data estão transformando-as no verdadeiro cérebro das companhias.

As principais implicações da transformação digital para as empresas

Se a inovação digital é inevitável — e isso é ótimo! —, também precisamos compreender que ela trará impactos às organizações. É necessário uma mudança de postura, de cultura e de medidas práticas para torná-la viável. Quer conferir as implicações mais significativas? Vamos lá!

Priorização do investimento em tecnologias

Nesse novo contexto, não se pode pensar na atualização tecnológica como uma medida opcional. Ela precisa entrar na pauta prioritária das organizações, que precisam ter à disposição hardwares e softwares que permitam criar uma infraestrutura e um ambiente digitalmente inovador.

Transformação da cultura organizacional

Não basta a empresa ter equipamentos que proporcionem sua inserção no cenário da inovação digital. Ela precisa atualizar sua maneira de pensar. Os recursos tecnológicos deixam de ser meros auxiliares dos processos, que passam a ser desenhados a partir das possibilidades proporcionadas por essas ferramentas.

De nada adianta, por exemplo, a empresa contar com ferramentas poderosíssimas de BI se a gestão tem dificuldade para se tornar data-driven. A mudança cultural é essencial para explorar ao máximo esses recursos, usá-los de forma estratégica e transformá-los em verdadeiros diferenciais competitivos para a organização.

Sondagem do perfil digital dos clientes

Para que a inovação digital seja significativa, é fundamental que seja ajustada às demandas do mercado e às necessidades dos seus clientes. A empresa não pode simplesmente investir em plataformas digitais, sem considerar se elas alcançam seu público-alvo, para não desperdiçar recursos e esforços.

É preciso fazer uma sondagem para mapear os hábitos dos consumidores. Somente com esses dados será possível escolher as melhores formas de se relacionar com eles, facilitando a solução de demandas e criando uma percepção positiva da marca.

Vale lembrar que, hoje em dia, esses hábitos mudam muito rapidamente. Por isso, a empresa precisa monitorar constantemente o uso de seus canais para detectar tendências, bem como ficar de olho nas mudanças do mercado.

Integração ao ambiente digital

Um dos primeiros passos para a inovação é a implementação constante de melhorias e sua progressiva integração ao ambiente digital. Essa transição é importante para que a empresa participe desse processo em etapas, proporcionando o tempo necessário para a adaptação de sua equipe e também dos consumidores e parceiros, que nem sempre estão acostumados a esse tipo de experiência.

Fomento da visão digital

É fundamental agregar à equipe um grupo de profissionais que tenham visão digital — a capacidade de encontrar oportunidades de inovação na área de expertise do seu negócio. Engenheiros de software, especialistas em experiência do cliente em plataformas digitais, programadores e designers gráficos são alguns exemplos.

Além da opção de captação no mercado, essa necessidade pode ser suprida pela capacitação do pessoal interno. Basta identificar os profissionais visionários, que conseguem perceber esses insights e propor soluções inéditas.

Direcionamento adequado de recursos

Para obter tecnologia de ponta, é necessário empregar dinheiro. Porém, a diferença entre um recurso bem-empregado e o desperdício é sua aplicação. Embora seja fundamental adquirir equipamentos corporativos de ótima qualidade, não vale a pena comprar tudo.

Em um passado recente, por exemplo, as empresas destinavam uma soma muito alta à sua infraestrutura. Servidores e softwares eram alguns dos itens que exigiam esse investimento, o que implicava também a manutenção de uma equipe para prestar assistência referente a esses aspectos.

Tudo isso encarecia o preço da infraestrutura de TI, além de os recursos se tornarem obsoletos cada vez mais rapidamente. Por esse motivo, hoje é possível encontrar soluções por assinatura e baseadas na nuvem, de acordo com os modelos SaaS (software as a service) e IaaS (infrastructure as a service), entre outras alternativas.

Esse tipo de serviço reduz os custos de aquisição e manutenção, garante a atualização digital da empresa e permite que o excedente seja aplicado em opções capazes de estabelecer um diferencial competitivo relevante.

Não conformismo

Essa é, talvez, a principal necessidade das organizações. Não há nada tão bom — inclusive em termos de inovação digital — que não possa ser melhorado. Portanto, a empresa não pode simplesmente se sentir confortável com seu atual estado ou simplesmente seguir o fluxo.

A organização precisa criar um movimento constante no sentido de buscar a melhoria permanente de seus produtos e serviços, colocando-se à frente do mercado em que atua.

Entendeu quais são os principais impactos da inovação digital no ambiente empresarial? Quer se manter em contato com conteúdos relevantes para a área e colocar seu negócio em vantagem em relação à concorrência? Então inscreva-se agora mesmo e receba nossa newsletter em seu e-mail!

Escreva um comentário

CADASTRE-SE PARA FICAR POR
DENTRO DAS NOVIDADES DA POSITIVO.

Share This