Escudo de segurança tecnológica para representar o app Celular Seguro.

Celular seguro: conheça o app do governo para a segurança do seu smartphone

O Celular Seguro é uma iniciativa do governo brasileiro destinada a bloquear smartphones em casos de furto ou roubo, que alcançou um marco de mais de um milhão de usuários cadastrados. Disponível a partir de dezembro de 2023 , o serviço já é popular em todo o território nacional.

Guaxinim roubando um celular.

Desde seu lançamento, o Celular Seguro registrou mais de 7 mil alertas em menos de um mês de operação — só no Carnaval de 2024 foram mais de 23 mil bloqueios —, demonstrando sua eficácia prática. Isso porque a plataforma não só ajuda a bloquear o aparelho, mas também aplicativos digitais de bancos, embora nem todas as instituições financeiras tenham aderido ao projeto ainda. Futuramente, operadoras de telefonia poderão cortar o acesso às linhas de dispositivos considerados perdidos pelo aplicativo.

Para fazer parte da plataforma, os usuários devem realizar um cadastro prévio de si mesmos, do dispositivo móvel, e de contatos de confiança através da conta Gov.br. Em caso de roubo ou furto do aparelho, o bloqueio pode ser solicitado via aplicativo ou site, sem a necessidade de apresentar um boletim de ocorrência.

O que é o Celular Seguro?

O “Celular Seguro” é uma solução desenvolvida pelo governo brasileiro para oferecer uma resposta rápida e eficaz contra o crescente problema de roubos e furtos de celulares no país, principalmente nas cidades de São Paulo e Rio de Janeiro. 

Funcionando como um verdadeiro “botão de segurança”, o aplicativo permite que os usuários bloqueiem instantaneamente seus dispositivos móveis e restrinjam o acesso a contas bancárias e outros serviços sensíveis, minimizando assim o risco de perdas financeiras e violações de privacidade.

Como funciona o Celular Seguro?

Após baixar o aplicativo da Google Play Store, o usuário deve realizar um cadastro utilizando sua conta Gov.br. Uma vez cadastrado, é possível adicionar “contatos de confiança” — pessoas que poderão reportar o roubo ou furto do dispositivo em nome do usuário. 

Em caso de incidente, o usuário ou o contato de confiança pode rapidamente registrar uma ocorrência no aplicativo, que então procede ao bloqueio do dispositivo e dos serviços associados em questão de minutos.

Passo a passo para ativar o Celular Seguro

Passo 1: baixe o aplicativo

Acesse a Google Play Store, selecione o aplicativo oficial desenvolvido pelo governo brasileiro e faça o download.

Como usar o app Celular Seguro passo 1.

Passo 2: cadastro no Gov.br

Abra o aplicativo “Celular Seguro”. Para utilizar o app, é necessário ter uma conta no portal Gov.br. Caso não tenha, você será direcionado para criar uma, fornecendo seu CPF e criando uma senha.

Como usar o app Celular Seguro passo 2.

Passo 3: aceite os Termos de Uso

Após fazer login com sua conta Gov.br, leia atentamente os termos de uso do aplicativo. Ao final da leitura, marque a opção indicando que você concorda com os termos e prossiga.

Como usar o app Celular Seguro passo 3.

Passo 4: cadastre pessoas de confiança

Na página inicial do app , você terá a opção de cadastrar pessoas de confiança. Essas são pessoas que você autoriza a reportar o roubo ou furto do seu dispositivo em seu nome, caso você não possa fazer isso. Forneça os detalhes necessários, como o nome e CPF da pessoa de confiança, e confirme o cadastro.

Como usar o app Celular Seguro passo 4.

Passo 5: registre o número do celular

Ainda na página inicial, localize a opção para registrar o número do seu celular. É importante que a linha do aparelho esteja cadastrada em seu CPF. Caso contrário, o alerta de roubo ou furto não será efetivamente emitido. Siga as instruções para adicionar o número do seu dispositivo ao sistema.

Como usar o app Celular Seguro passo 5.

Passo 6: registre uma ocorrência

Em caso de roubo, perda ou furto do seu aparelho, acesse o aplicativo “Celular Seguro” imediatamente. Selecione o número do aparelho afetado em “Meus Telefones” ou “Telefones de Confiança”. Clique no botão “Alerta” para criar uma ocorrência, fornecendo detalhes sobre o que aconteceu, quando e onde.

Um número de protocolo será gerado. Guarde-o para referência futura.

Como usar o app Celular Seguro passo 6.

Passo 7: bloqueie o dispositivo e serviços associados

Após registrar a ocorrência, o aplicativo iniciará o processo de bloqueio do dispositivo e dos serviços financeiros associados. As instituições participantes, incluindo operadoras de telefonia e bancos, serão notificadas para suspender o acesso ao dispositivo e às contas bancárias.

Passo 8: reverta o bloqueio (se necessário)

Caso encontre seu dispositivo ou se o bloqueio foi feito por engano, você pode solicitar a reversão do bloqueio. Entre em contato com o suporte do “Celular Seguro” através do aplicativo ou do site para obter assistência.

Como recuperar acesso de banco e desbloquear o aparelho

Após utilizar o “Celular Seguro” para bloquear seu dispositivo em caso de perda, roubo ou furto, é importante saber como proceder para recuperar o acesso às suas contas bancárias e, eventualmente, desbloquear seu aparelho.

Cada banco e operadora tem um procedimento específico para reverter o bloqueio e normalizar o acesso. Aqui está um resumo do que fazer em cada banco parceiro do “Celular Seguro”:

Bancos

  • Banco PAN: no aplicativo, realizando autenticação por biometria facial.
  • Santander: por meio dos canais de atendimento do banco, realizando a solicitação formalmente.

Banco do Brasil, Itaú, e Sicoob bloqueiam apenas o acesso no dispositivo especificado na notificação. Para recuperar o acesso:

  • Banco do Brasil: em agências, salas de autoatendimento ou, para clientes BB Code, no internet banking.
  • Itaú: no aplicativo, desbloqueando a senha e habilitando novamente o iToken via autenticação biométrica facial.
  • Sicoob: contatar a cooperativa para solicitar a execução do desbloqueio após recuperar o celular.

Banco Inter, Bradesco, BTG Pactual, e XP Investimentos impedem o acesso em todos os dispositivos do usuário. Para desbloquear:

  • Banco Inter: via app, clicando em “Esqueci minha senha” e seguindo as instruções para criar uma nova senha.
  • Bradesco: via app, acessando “Chave de Segurança” > “Ativar nova chave” via biometria facial.
  • BTG Pactual: via app, digitando CPF e senha, ativando o token com confirmação por biometria facial.
  • XP Investimentos: via formulário no atendimento ao cliente, com desbloqueio confirmado em até um dia útil.

Operadoras

  • Claro, Vivo, e Algar Telecom: para solicitar o desbloqueio, o cliente deve ir a uma loja física com documento com foto e nota fiscal do celular.
  • TIM: além das lojas físicas, o desbloqueio pode ser solicitado por canais virtuais, como central telefônica, chat e aplicativo.

***

A chegada do Celular Seguro representou um grande avanço na luta contra o roubo e furto de dispositivos móveis no Brasil, oferecendo aos cidadãos uma ferramenta poderosa para proteger seus bens e informações pessoais. Com o apoio contínuo do governo, das instituições financeiras e das empresas de tecnologia, espera-se que o aplicativo continue a evoluir e a desempenhar um papel importante na segurança pública brasileira.

Para continuar explorando o fascinante mundo digital e descobrir mais sobre as últimas tendências em tecnologia, não deixe de visitar o blog Positivo Do Seu Jeito.

VOCÊ TAMBÈM PODE GOSTAR
Bateria carregada em 3D.

Indicador de saúde da bateria pode chegar ao Android

Mulher contando segredo sobre os mitos da tecnolgia que todo mundo já caiu.

6 mitos sobre tecnologia que muita gente já caiu

Logo do Google Gemini.

Gemini: o que é e como usar a IA do Google

Teclado de um notebook em 3D com uma tecla com um ponto de interrogação, expressando a dúvida entre instalar Linux ou Windows.

Linux ou Windows: compare os recursos dos sistemas para PC

Crianças em uma sala de aula moderna e usando tecnologia.

Como a tecnologia melhora o processo de aprendizagem escolar?

Satélites em órbita ao redor da Terra.

Primeiros satélites que fornecem rede a celulares são lançados pela Starlink

Inscreva-se na nossa

Newsletter


    Ao clicar em “enviar” a Positivo Tecnologia tratará os seus dados de acordo com a Política de Privacidade e Cookies.