internet-6g-tecnologia-teste-china

Internet 6G: China começa testes com a tecnologia e prevê implantação em 2030

O 5G mal chegou ao nosso país, e empresas e governos ao redor do mundo já estão focadas na próxima geração de redes móveis: o 6G. Nesse sentido, a China parece ter tomado a dianteira, estudando formas de desenvolver a tecnologia, que segundo nomes importantes da indústria local, pode ser implementada já em 2030.

As intenções em relação à nova rede vão muito além de oferecer para os usuários uma internet mais rápida. Com o 6G, cidades e, por consequência, a vida em sociedade, serão impactadas ao oferecer uma vasta rede de produtos que poderão ser conectados à rede.

Por isso, vale a pena ficar atento às novidades em relação a este tema, que promete mudar a forma como nos comunicamos e interagimos uns com os outros e com dispositivos inteligentes. Neste artigo, confira o que está por vir com o 6G!

A corrida pelo 6G

Atualmente, diversas empresas focadas em telefonia e tecnologia estudam e estão investindo em como desenvolver e explorar o 6G. Entre elas, estão grandes nomes como a Apple, Samsung, Nokia, Xiaomi e Siemens.

Governos também estão de olho no 6G. O Japão, por exemplo, já investiu verbas públicas para realizar pesquisas sobre o tema. Ao que tudo indica, o país terá o auxílio dos Estados Unidos neste sentido. Anteriormente, os EUA travaram uma guerra com a China em relação ao 5G.

Como é possível observar, já existe uma corrida, tanto no setor público como no privado, em relação ao 6G. Atualmente, a China parece estar na dianteira em relação aos seus concorrentes.

China toma a frente

Wang Jianzhou, ex-presidente da China Mobile, estatal do ramo da telefonia, tem sido a maior referência do país em relação ao 6G. Durante um evento recente, o agora consultor da Global Mobile Communications Association (GSMA) revelou que a nova geração de redes móveis deve ser implementada localmente já em 2030.

Apesar de parecer um longo período de tempo, as declarações de Jianzhou são surpreendentes, ainda mais se for levado em conta que o 5G mal foi implementado e explorado ao redor do mundo. Neste sentido, ele declarou que mesmo que a tecnologia atual esteja em construção, o 6G já começou.

Outro fato que surpreende em relação ao prazo estipulado por Jianzhou é que atualmente não há no mundo a estrutura necessária para suportar as expectativas depositadas em relação ao 6G. Estima-se que a tecnologia tenha uma velocidade de conexão de 1 TB/s, operando numa frequência de 1 THz – algo impossível para os padrões atuais. A nível de comparação, o 5G promete velocidades de “apenas” 100 Mb/s.

Com isso, mesmo que o lançamento da nova tecnologia esteja distante e que seja difícil estipular quais serão suas especificações, podemos estipular que ela irá transformar a sociedade como conhecemos.

internet-6g-tecnologia-teste-china

O que o 6G se propõe a fazer

Como destacado anteriormente, o 5G em si não foi projetado somente para oferecer uma maior velocidade de internet, mas sim para criar uma estrutura que suporte um número cada vez maior de dispositivos que possam ser conectados à rede.

Ao que tudo indica, dispositivos IoT (Internet das Coisas) serão cada vez mais comuns, tornando-se algo aderido pela população em geral nos próximos anos. Essa tecnologia será inserida não somente em objetos como lâmpadas e smart TVs, mas numa infinidade de utensílios do nosso dia a dia, como roupas, carros, relógios e etc.

O 5G já se compromete em viabilizar a expansão deste mercado, algo que não seria possível com o 4G. No entanto, o 6G pretende ir além, criando uma estrutura para que cidades inteligentes possam ser desenvolvidas, onde milhares e até mesmo milhões de dispositivos IoT possam ser conectados e se comunicarem entre si.  

Como está o 5G no Brasil?

Não é somente em relação ao 6G que os brasileiros precisarão ter paciência, visto que o 5G ainda está dando os seus primeiros passos em nosso território. Atualmente, somente 12 cidades no país possuem estrutura para oferecer a tecnologia aos seus cidadãos: Brasília (DF), Curitiba (PR), Florianópolis (SC), Fortaleza (CE), Natal (RN), Palmas (TO), Porto Alegre (RS), Rio de Janeiro (RJ), São Paulo (SP), Vitória (ES), Aracaju (SE) e Boa Vista (RR).

Segundo o Ministério das Comunicações, mais cidades devem adotar a rede ainda neste ano, especialmente capitais das regiões Norte e Nordeste. No entanto, somente 1% dos municípios brasileiros estão de acordo com a Lei Geral das Antenas e demais adequações para a instalação de uma infraestrutura adequada para o funcionamento do 6G.

Conforme estabelecido pelo governo, o prazo para que essas cidades se adequem a essas normas vai até 2029. Portanto, tudo indica que ainda levará anos até que o 5G se torne uma realidade para a maioria dos brasileiros. 

Enquanto isso, você pode dar uma olhada nos demais conteúdos do nosso blog e ficar por dentro de tudo o que está por vir no mundo da tecnologia.

Links: Yahoo! Finanças, TechTudo, Tecnoblog, Tudo Celular

VOCÊ TAMBÈM PODE GOSTAR
Robô bonitinho sentado em uma escrivaninha estudando, mostrando como a inteligência artificial pode ajudar nos estudos.

Saiba como usar as IA para potencializar seus estudos

Mulher dona de um pequeno negócio usando inteligência artificial em um computador para otimizar seu trabalho.

11 dicas para usar IA no crescimento do seu negócio

Casal assistindo séries da Netflix sentados em um sofá comendo pipoca.

14 séries imperdíveis para você assistir na Netflix sem medo de ser feliz

Homem cobrindo o rosto com várias notas de dinheiro em formato de leque.

Como ganhar dinheiro com inteligência artificial

Mulher segurando um confrinho em formato de porco, simbolizando as ecnonmias ao comprar online.

Compare e economize: 9 apps para comparar preço antes de comprar

Vários desenhos de dispositivos eletrônicos formando um círculo. No centro, há um prédio com o G do Google, e em seu topo há uma nuvem, representando o armazenamento em nuvem do Google Drive.

Google Drive tem funções que vão melhorar a sua forma de trabalhar

Inscreva-se na nossa

Newsletter


    Ao clicar em “enviar” a Positivo Tecnologia tratará os seus dados de acordo com a Política de Privacidade e Cookies.