astronauta na Lua

Mitos e verdades sobre a Chegada do Homem à Lua

Um dos acontecimentos mais icônicos e importantes da raça humana ou uma das maiores farsas já fabricadas? Sem dúvidas, a chegada do homem à Lua, no dia 20 de julho de 1969, é um dos eventos mais marcantes e polêmicos de todos os tempos.

astronautas fixando a bandeira dos Estados Unidos em solo lunar

Apesar de ser bem documentada, testemunhada e evidenciada, este grande feito continua sendo taxado como uma mentira por milhões de indivíduos ao redor do mundo. Somente no Brasil uma em cada quatro pessoas não acredita que a Apollo 11 tenha realmente chegado ao nosso satélite natural, segundo pesquisa feita pelo Datafolha em 2019.  

Para teóricos da conspiração e descrentes, o governo dos EUA mentiu e elaborou provas falsas para ganhar a corrida espacial do seu maior rival, a União Soviética.

Nas décadas que se seguiram, muitas considerações foram feitas sobre essa viagem espacial. Se você se interessa por este tema, vai adorar este artigo. Listamos abaixo as maiores afirmações sobre a chegada do homem à Lua e se elas são ou não verdadeiras.

Como não há vento na Lua, a bandeira dos EUA não deveria estar se movendo

Mito!

Este é sem dúvidas um dos argumentos mais usados pelos descrentes de que o homem não chegou à Lua. De fato, a Lua não possui uma atmosfera própria, pois sua gravidade é muito baixa. No entanto, isso não é um impedimento para que a bandeira se mova.

bandeira dos Estados Unidos em movimento

Na realidade, esse objeto aparece se movendo nas gravações feitas pelos astronautas pela sua própria inércia – termo que significa a propriedade da matéria, neste caso a bandeira, de se manter em repouso ou em movimento. Se os conspiracionistas se atentassem a este conceito como “se atentam” à gravidade, poderiam notar que um de seus maiores argumentos é falso.

Não ter estrelas nas gravações e fotos é uma evidência de que elas são falsas

Mito!

Outro argumento muito usado pelos descrentes. Afinal, porque os conteúdos divulgados pela NASA não mostram as milhões de estrelas que o universo possui, se até mesmo na terra é possível observá-las?

A resposta para isso está nas câmeras rudimentares usadas na época – lembrando que em 1969 não havia a tecnologia que existe hoje. A superfície da Lua onde os astronautas pousaram era iluminada pela luz do sol, fazendo com que as câmeras diminuíssem suas aberturas, não conseguindo com isso captar as luzes das estrelas distantes.

a resolução das câmeras era muito ruim na época da missão Apollo 11

Com a tecnologia atual, fotos incríveis seriam tiradas na Lua, expondo detalhes do universo que não podem ser observados no nosso planeta. Entretanto, a limitação dos equipamentos usados na época não pode ser usada como prova de que a missão da Apollo 11 foi uma farsa.

Astronautas fizeram quarentena ao voltarem da Lua

Verdade!

Conspiracionistas afirmam que o governo dos EUA colocou Neil Armstrong e sua trupe em quarentena após o retorno à Terra para evitar que eles divulgassem que tudo era uma mentira. De fato, os astronautas da Apollo 11 tiveram que ficar 21 dias isolados, mas o motivo era outro.

astronautas da Apollo 11 acenando para as pessoas

Cientistas tinham receio de que os tripulantes tivessem trazido com eles algum tipo de doença desconhecida após a viagem. Para quem precisou lidar com isolamento devido ao Covid-19 nos últimos anos, sabe que a quarentena foi uma decisão acertada na época e não pode ser usada como argumento de que tudo foi uma farsa.

A radiação solar teria matado os astronautas

Mito!

Um mito muito comum é o argumento de que os astronautas não seriam capazes de aguentar a radiação emitida pelo cinturão de Van Allen, região que se encontra acima da nossa atmosfera. Essa região contém um grande fluxo de partículas energéticas, que realmente podem fazer mal ao ser humano.

astronauta passeando pela Lua

Com conhecimento prévio sobre isso, a NASA programou a partida da Apollo 11 para que a espaçonave ultrapassasse o cinturão no momento em que a radiação estava em níveis mais baixos. Além disso, a região foi atravessada em menos de duas horas, garantindo que os níveis de radiação encontrados não prejudicasse os tripulantes.

Pedaços da Lua foram trazidos para a Terra

Verdade!

Cerca de 23kg de sola e rochas da superfície lunar foram trazidos pelos astronautas e estudados pelos cientistas da NASA. Armstrong, após pisar na Lua, disse que o chão do satélite natural era formado por um pó bastante fino e escorregadio.

Objetos foram deixados na Lua

Verdade!

Se alguns pedaços da Lua foram trazidos com os tripulantes, itens de suas missões foram deixados. Entre eles, fezes humanas – 96 pacotes de excrementos, para ser exato. A Apollo 14 ainda deixou 12 câmeras fotográficas. O motivo para isso, segundo o astronauta Edgar Mitchell, é porque não houve tempo de coletar os filmes desses aparelhos.

Já Charles Ducke, a bordo da Apollo 16, foi mais criativo. Ele deixou um retrato da sua família na Lua, mas tudo leva a crer que a foto já foi desbotada devido à radiação solar.

Tecnologia da época não era capaz de levar o homem à Lua

Mito!

Em comparação à tecnologia atual, os recursos usados nas missões Apollo de fato são bem limitados. Porém, esse argumento não pode ser usado como justificativa para desacreditar dos feitos da NASA. A agência espacial tinha à disposição os recursos mais avançados da época, com alguns de seus computadores ocupando salas inteiras. Sem essa tecnologia, a humanidade jamais teria alcançado tal feito.

astronautas embarcando em missão espacial

Novas missões para a Lua serão feitas

Verdade!

Questões políticas e financeiras estimularam a NASA a parar de realizar missões para a Lua, com muitos alegando que os custos para essas viagens não valiam a pena. Além disso, a humanidade passou a visar chegar em Marte, “abandonando” o nosso satélite natural. No entanto, a Lua continua e continuará sendo palco de novas missões espaciais.

Nesse sentido, você sabia que pode enviar o seu nome para a Lua? Confira esta e outras informações sobre viagens especiais e outros temas relacionados à tecnologia no nosso blog.

Fonte(s):

Brasil Escola.

VOCÊ TAMBÈM PODE GOSTAR
Logo do Copilot.

Copilot: como funciona a nova IA da Microsoft

Mulher usando o celular para ajudá-la a preparar um prato.

7 apps para você aprender a cozinhar

Carregador de celular sobre uma superfície laranja.

9 cuidados para seu carregador durar mais

Mulher ouvindo música em fones de ouvido bluetooth.

Cuidados com fones de ouvido bluetooth

Mulher deitada no sofá assistindo os lançamentos da Netflix em seu tablet.

Confira os principais lançamentos da Netflix para Abril de 2024

Robô desenhando fazendo alusão à criação de imagens por meio de Inteligência Artificial.

Guia prático para criar imagens no ChatGPT

Inscreva-se na nossa

Newsletter


    Ao clicar em “enviar” a Positivo Tecnologia tratará os seus dados de acordo com a Política de Privacidade e Cookies.